Números recentes mostram como 2020 trouxe à luz o potencial dos aplicativos na fidelização dos consumidores, na praticidade, engajamento e muitos outros fatores. A estratégia é tão relevante que a Adtail organizou um Webinar com o Google para discutir o assunto, trazer dados exclusivos e entender os desafios do mercado. A transmissão aconteceu no canal do Youtube da agência na última quarta-feira (17), com Andressa Paola (Head de Mídia da Adtail), Caroline Rocha dos Santos (Coordenadora de Mídia da Adtail) e Gustavo Galli (Gerente de Parcerias para Apps do Google). 

Junto à tecnologia, esses novos canais de venda estão crescendo em ritmo acelerado, chegando a quase 5 vezes mais rápido que as vendas em lojas físicas. Essa afirmação é parte do estudo “Relatório de apps mobile de compras” realizado pela Liftoff em parceria com a Adjust, onde foram analisados 129 aplicativos, entre eles marcas globais de aplicativos de compra.

“Aplicativos são uma das grandes estratégias das empresas na fidelização dos clientes e podem ser aliados na redução de custos de marketing. Talvez seja o momento da sua marca olhar para os aplicativos mobile como uma oportunidade, e não mais como uma opção distante, custosa e sem retorno. Afinal, os números comprovam justamente o contrário!”, argumenta Andressa. 

Ainda com a situação de pandemia crítica e lojas com aberturas restritas em algumas regiões do país, mesmo com a desaceleração do crescimento no número de downloads, os apps não podem ser ignorados por quem está procurando uma alternativa para fugir ou se recuperar da crise. Os números de conversões remarketing de app chegam a ser 70% maiores e a receita cresceu 45% em apps que não são jogos. Os dados são do State of Mobile 2021, da App Annie.

E se você pensa que o seu nicho não tem espaço para aplicativos, lembre-se que o os mais baixados de 2020 não são nem de comida, nem de varejo, nem de reformas: são do setor de roupas, calçados e acessórios, com um número três vezes maior do que em 2019, e alta de 193% de 12 a 25 de outubro. O mais baixado nessa categoria é o da C&A, seguido por Renner e Centauro. “O consumidor quer ter a mesma experiência de pedir um Uber em dois cliques quando vai comprar um tênis novo de corrida. E só o aplicativo pode oferecer essa comodidade e agilidade”, comenta Gustavo Galli.

Se a sua empresa ainda não tem um aplicativo tenha em mente de que a estratégia precisa ir além: “Quando a marca quer fazer um aplicativo, não adianta fazer apenas uma extensão do site, precisa ter um diferencial, se não o consumidor não vai manter o app no celular e o marketing vai precisar sempre buscar essa pessoa de volta. A pessoa tem que ver valor em ter o app, e a marca precisa ver valor em ter o cliente ali. oferecer um conteúdo exclusivo, uma dica, pra valer o espaço da memória do celular”, enfatiza Caroline. 

Listamos 7 motivos para você considerar ter um aplicativo para sua empresa ou começar a explorar todo potencial que ele pode oferecer.

Todos os pontos foram abordados e explicados no webinar, que você pode assistir clicando aqui.

1 – As taxas de conversão são maiores em aplicativos

A média de conversão tende a ser maior por ser mais cômodo, ágil e personalizado do que outros devices.

2 – Maior engajamento com seus consumidores pelo poder das Push Notifications

A taxa de abertura é pelo menos duas vezes maior do que num e-mail marketing, porque vai impactar num canal onde a pessoa está o dia todo, que é o celular. Além de possibilitar uma segmentação melhor da audiência que receberá a mensagem, tem a opção de Push Notifications grátis pelo Firebase. 

3 – A experiência do consumidor é melhor porque permite a personalização do conteúdo

Permite criar ofertas personalizadas e exclusivas no aplicativo, cashback, promoções e cupons, o que permite uma conexão maior com o consumidor para mantê-lo engajado.

4 – O cliente quer comprar pelo app

Em média 86% do tempo gasto em iOS ou Android é em aplicativos móveis, o que sinaliza que a marca precisa estar onde o consumidor está. 

5 – Os usuários do seu app gastam mais com a sua marca

Consumidores que usam aplicativos com mais frequência melhoram todas as métricas com as quais os profissionais de marketing devem se preocupar, como satisfação, identificação com a marca e gasto médio. 

6 – Pensando em Lifetime Value, aplicativos fazem muito sentido

Manter um cliente custa de 5 a 7 vezes menos do que conquistar um novo. É claro que o descadastramento existe, e ele é parte do jogo, mas a economia na conversão é evidente. 

7 – As campanhas por si só já são um motivo 

A estratégia de aquisição é muito importante e o Google se tornou o player #1 em publicidade para aplicativos mobile de acordo com o Performance Index da AppsFlyer.