Por Francini Vergari, Content Creator Sr. da Adtail

Com todo o cenário imposto pela pandemia do novo Coronavírus, as pessoas mudaram seus hábitos de consumo tanto na forma de comprar quanto na quantidade, periodicidade e relevância das compras. Isso se estendeu também para uma conscientização que, no geral, já dava seus primeiros passos para despontar no país e, de repente, virou uma tendência que vai ser cobrada pelo público. 

É importante, mesmo depois da pandemia, que as empresas tomem distância e compreendam os sentimentos dos clientes. Vários fatores devem ser considerados e, por isso, é preciso se perguntar: “É o momento de impactar as pessoas com sugestões de compras ou de entender o sentimento delas e produzir algo que vá ao encontro dos princípios da marca e do consumidor?”. Trazer algo que agregue à vida do cliente tem muito valor na jornada de consumo: lives, tutoriais, dicas e, claro, muita informação. O cenário atual acelerou um movimento em que as pessoas se conectam de verdade com as marcas muito mais pelo que elas fazem do que pelo que elas vendem.

Nessa linha, a consciência vem muito antes da compra, em si. O consumidor quer saber do que o produto é feito, quem fabricou, de onde vem a matéria-prima, se a empresa se preocupa com esse processo e, agora, um fator adicional: o depois. Para onde vai esse produto ou embalagem quando ele não for mais útil? Quanto tempo demora para se decompor? É reciclável? É sustentável? Para se ter uma ideia, as buscas por “consumo consciente” no Google aumentaram em 538% nos últimos 5 anos.

O termo “upcycling” foi adotado principalmente no segmento de moda e, para o verão 2021, já ganhou nomes de muito peso como Balenciaga (casaco peludo feito de “pele de cadarço”); Marni (em que o casaco de patchwork foi criado a partir de roupas já existentes); e Coach (bolsas retrabalhadas dos anos 1970) explorando como podem reutilizar materiais.Transformar o desperdício ou excesso de estoque em moda, em novas peças para uso, é o desafio com o qual as marcas têm se colocado à prova, ainda mais da quarentena para cá. 

Citando marcas mais próximas do público, a Farm, por exemplo, acerta em cheio quando levanta a bandeira da sustentabilidade e aposta na primeira coleção carbono neutro, batizada Futuro Presente. Vale destacar que a brand carioca se compromete com as mudanças climáticas, calculando a emissão de gases de efeito estufa e lançando um projeto de reflorestamento: 1.000 árvores plantadas diariamente. 

As varejistas C&A e Renner anunciaram recentemente, de forma independente, parcerias com o brechó online Repassa. A partir de agora, os consumidores poderão vender roupas, calçados e acessórios usados por meio do projeto “Sacola do Bem”, criado pela startup. Funciona assim: os clientes recebem as sacolas, escolhem as peças e devolvem para as lojas. O brechó recebe os produtos, que passam por um processo de curadoria, fotografia e cadastro, antes de serem colocados à venda.

A Arezzo (ARZZ3), cliente Adtail, comprou 75% da participação em um brechó 100% online, o TROC. Com isso, adere à tendência global estreando no mercado de segunda mão. A plataforma TROC será conectada a ZZ Mall, marketplace da Arezzo&Co. Dessa forma, os usuários terão benefícios mútuos para venda de peças usadas e além dos créditos no site. Com os créditos recebidos pela venda de peças usadas na TROC, o usuário poderá comprar novos produtos no ZZ Mall, direcionar o valor para doação a instituições cadastradas na plataforma ou mesmo transferir o dinheiro para sua conta bancária.

Com cada uma dessas atitudes, iniciativas e projetos, a sociedade encaminha para uma mudança. E, num cenário de crise, é natural que essa mudança comece inicialmente como uma forma de viver com um orçamento mais baixo e redução de gastos. Mas a partir daí é que podemos observar o interesse das pessoas em entender melhor esse processo, suas vantagens, além do quesito financeiro e os impactos que pequenas decisões podem ter para o mundo e o futuro. 

Este artigo é parte do e-book 8 Tendências de Marketing Digital para 2021, da Adtail. Baixe o material completo aqui.