Category: artigos

Inscreva-se no Programa de Estágio Jump Adtail

A segunda edição de 2021 do Jump, programa de estágio da Adtail, está com inscrições abertas!

Podem participar desta edição do Jump estudantes de Publicidade e Propaganda, Administração, Marketing, Análise de Sistemas, Engenharia de Produção e áreas correlatas, com previsão de conclusão do curso a partir de Junho de 2022. Os interessados podem se cadastrar por este link até o dia 27 de junho. O processo seletivo acontece de maneira totalmente online. Os candidatos selecionados passarão por uma dinâmica de grupo, além de entrevistas individuais com os líderes da Adtail.

As vagas são para São Paulo e Porto Alegre, mas em razão da pandemia, o início do trabalho será home office e deve seguir no sistema híbrido no futuro.

Entre os benefícios para os estagiários do Jump estão vale-refeição, vale transporte, flexibilidade de horário (10h às 17h ou 13h às 19h), programa de desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais, além de treinamentos específicos para preparo para as provas de certificação do Google. Criado para descobrir e lapidar talentos para inseri-los no mercado do marketing digital, o programa também oferece possibilidade de efetivação a partir do sexto mês de estágio.

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE AGORA

Pinterest Ads: como inspirar e vender no e-commerce

Por Joyce Getelina, Coordenadora de Mídia da Adtail

Lançada em 2010, a rede tem sido identificada mais como uma plataforma individual do que social, muito íntima, sem a necessidade de validação pessoal, mais voltada para organizar o que se quer fazer e o que se quer ter. Ela visa compartilhamento de imagens e vídeos, atraindo pessoas à procura de ideias sobre temas que lhes interessam e, principalmente, inspiração, a nova influência, segundo Rogerio Nicolai, Head of Mid Market Sales Latam do Pinterest, que conversou com a Adtail no webinar “Como aproveitar o Pinterest Ads para e-commerce”

Nesse sentido, o Pinterest se torna um acervo colecionável de acordo com suas afinidades, aspirações, hobbies ou área profissional, oportunizando a divulgação de qualquer produto ou serviço em vários formatos. Ao mesmo tempo, consegue captar o que é tendência no mercado, já que a rede é o destino das pessoas que querem planejar o futuro, a curto, médio ou longo prazo, formando parte dos planos, projetos e sonhos para vários momentos da vida. Por isso, se orienta, também, pela popularização dos famosos “Do it yourself” (faça você mesmo) e “How-tos” (como fazer).

O público e a jornada de compras no Pinterest

Trazendo números, este ano, a ferramenta atingiu os 478 milhões de usuários, sendo 46 milhões brasileiros. Dentre estes “pinners”, conforme afirma a Global Web Index em pesquisas de 2019 e 2020, 56% correspondem a mães. Já segundo a ComScore, de 40% a 44% têm entre 15 e 44 anos. Além disso, de acordo com um estudo do Pinterest realizado em colaboração com a Morning Consult, 81% dos usuários no Brasil dizem se sentir felizes na plataforma, 55% a utilizam para fazer compras online e 71% dos usuários mensais afirmam que ali descobrem novas marcas.

Esses usuários, que são tipicamente curiosos, plurais, planejadores e ativos, chegam à ferramenta com boa vontade e mente aberta para descobrir o que precisam, aperfeiçoando seu feed com seus temas de interesse. E, para alcançar essa audiência, o Pinterest está disponível na web, com facilidades desenvolvidas por extensões para salvamento de ideias com um só clique via desktop, ou em aplicativo, com versão própria para smartphones (Android ou iOS).

Dessa forma, as marcas podem contemplar e completar a jornada, já que os usuários conhecem produtos, clicam e interagem, estabelecem relações e são direcionados rapidamente para a finalização da compra. Portanto, visto de um olhar estratégico, o Pinterest é full funnel, recomendado da etapa de inspiração à realidade da conversão, oferecendo soluções de anúncios para qualquer meta em todas as fases com o business.pinterest.com. 

Vantagens de anunciar nessa rede

Agrupando as vantagens que o Pinterest pode disponibiliza às marcas, selecionamos 4 pontos específicos:

Participação na intenção inicial do cliente

Sabemos que, quando uma pessoa vai até o Pinterest, ela tem interesse em algo ou uma ideia que ainda precisa ser lapidada, então está aberta a explorar para moldar decisões. Esse contexto, para as marcas, é extremamente interessante pois é possível influenciar a jornada e a compra de uma forma como não é possível em outras plataformas, quando, por exemplo, a decisão de compra já foi tomada, ou seja, a conversão se orienta mais em relação ao preço ou benefícios.

Antecipação no planejamento das vendas

Pelo Pinterest, há a oportunidade de alcançar o público antes da concorrência com um planejamento sazonal prévio, já que, antes de determinadas épocas do ano, a busca por referências, produtos e marcas vem adiantada em relação às datas comemorativas. Exemplificando, a ferramenta já começa a aquecer suas categorias para a Black Friday em agosto, e a procura por inspirações para o “fim de ano” começa em setembro, sendo que, em outras redes, o pico é pontual, em dezembro.

Apelo visual forte e imersivo da publicidade

Os anúncios são percebidos como conteúdo, formam parte da experiência do usuário e, dessa forma, não “interrompem” a navegação, como acontece em outras plataformas. Se sua marca está ali, torna mais simples, rápida e direta a colocação das ideias em prática, sem distrações, sem perda de interesse e da decisão de compra. Assim como os outros conteúdos, o patrocinado poderá ser salvo em suas pastas, como um pin orgânico.

Pesquisas desassociadas de marcas 

A grande maioria dos usuários chega ao Pinterest com a mente aberta, por isso as principais buscas não contêm nenhum termo relacionado a uma marca, são unbranding. Essa abertura possibilita às marcas se mostrarem como conexão e elo entre as ideias que os pinners têm e sua realização. Portanto, é um ambiente ideal para interagir com quem já é fã, trazendo novos produtos, mas também ampliar seu público possibilitando a descoberta da sua marca.

Enfim, são diversos os recursos, as vantagens e os insights que essa rede proporciona para que você conte a história da sua empresa por meio dos pins e alcance uma variedade de objetivos patrocinando-os. Entrar com uma estratégia completa, contemplando campanhas de awareness, consideração e conversão, pode trazer ótimos resultados e possibilitar que você saia na frente da concorrência. Paralelamente, oferece um ambiente confiável e positivo, oportunizando instigar, impulsionar e influenciar as compras dos clientes. 

Portanto, o Pinterest tem se tornado uma ferramenta valiosa de estratégia de marketing que pode render espaço, audiência, engajamento e receita para destacar sua marca e encantar com ela. Ali seu negócio será o elo entre a inspiração e a realidade, a ação e a conversão, sendo associado a uma rede em que seu cliente pode ser quem ele é, buscar o que quiser, sem interrupções em sua jornada. 

Crie sua “loja” oferecendo uma experiência de marca inspiradora e mais simples, aumente suas vendas com mais eficiência, por meio de conteúdos relevantes e impactantes visualmente, e comprove o valor dos diferenciais e soluções que essa plataforma proporciona.

Assista ao Webinar “Como aproveitar o Pinterest Ads para e-commerce”:

Shoppable: conteúdos compráveis e a audiência ativa

Por Rebeca Duarte, Head de Planejamento

Imagine a cena: você está assistindo a uma das suas séries favoritas e um dos personagens aparece usando uma camiseta super descolada. Em instantes, sem precisar sair da tela, você pode comprar uma peça exatamente igual e que será entregue na sua casa. 

Essa possibilidade existe e já faz parte da realidade do marketing digital. Estamos falando do conceito shoppable, também conhecido como “social shopping”, que oferece aos consumidores um checkout descentralizado dos produtos. Ou seja, a possibilidade de adquirir um item visto em um post do Instagram, nas páginas de uma revista ou em um programa de TV, de maneira simples e ágil.

O conteúdo comprável, na tradução para o português, é qualquer tipo de conteúdo (vídeos, artigos, imagens etc.) que fornece uma oportunidade de compra direta e permite que os consumidores adicionem produtos ao carrinho a partir do que estão visualizando, ou sejam levados a uma página de produto e continuem para fazer compras a partir daí.

Embora essa não seja uma ferramenta nova no mercado, o shoppable tem ganhado cada vez mais força, impulsionados pela intensa transformação digital e pela mudança nos hábitos de consumo. Pesquisa recente da McKinsey mostra que 40% dos consumidores mudaram seu comportamento de compra durante a pandemia, tomando a decisão de trocar de marca devido a fatores de conveniência e valor.

Conceito na prática

Possibilitando encurtar a jornada dos clientes e oferecer uma experiência de compra agradável, o shoppable traz importantes ganhos para as marcas, já que ajuda a ampliar a conversão do engajamento em vendas e a estreitar a relação com o público-alvo. Além disso, permite oferecer aos consumidores algo que vai muito além de um simples anúncio. O social shopping entrega correlação com o conteúdo, aumentando a possibilidade de determinado produto ou serviço atrair a atenção daquele usuário. Não se trata da propaganda pela propaganda, mas sim da criação de mais um (importante) canal de relacionamento direto com o consumidor, em um momento no qual ele está mais aberto a ser impactado por uma sugestão de compra.

Se você ainda está confuso com o conceito de shoppable pense nas marcações que aparecem em algumas fotos do Instagram de grandes marcas ao clicar sobre elas. Os pequenos pop-ups que mostram a descrição da peça e permitem que você a acesse o e-commerce da empresa em um clique trazem a prática do social shopping. Outras redes sociais também investiram nessa solução, como o Facebook, o Pinterest e até o fenômeno TikTok. Integrando o formato de anúncio aos sites de vendas das companhias, essas campanhas ajudam a impactar novas audiências: 35% dos compradores ouvidos pelo eMarketer tinham descrito sua experiência de social shopping mais recente como uma aquisição por impulso de um produto ou serviço que eles não conheciam ou consideravam anteriormente.

Mas o shoppable não se limita às redes. Muito além do digital pode ser feito no offline. Recentemente, programas de TV como o Big Brother Brasil, da Rede Globo, e A Fazenda, da TV Record, passaram a investir no formato. Por meio de um QR Code exibido na tela durante as transmissões, os telespectadores apontavam a câmera do celular para a tela e eram redirecionados para a página de compra do produto. Ainda que o formato não seja o ideal, vem rompendo barreiras e inaugurado uma nova era na qual a audiência não é mais unicamente passiva.

Por que investir na estratégia?

Com cada vez mais componentes sociais integrados aos e-commerces, a ferramenta traz mais uma chance de iniciar conversas com os clientes, estabelecendo discussões duradouras entre os consumidores e a mídia da marca. Esses resultados são muito mais impactantes do que os anúncios de banner passivos, que podem ou não atrair a atenção da audiência. Ou seja, o shoppable torna a  experiência do consumidor mais atraente e as transações online mais eficientes. 

A promessa do conteúdo comprável é reduzir a distância entre marca e consumidores, permitindo que os clientes transformem as inspirações diretamente em ações, comprando os produtos que veem mencionados ou exibidos no próprio conteúdo. O shoppable content reduz o atrito da jornada de compra e cria uma experiência perfeita e positiva para o consumidor

Imagine que você precise buscar uma ação de marketing efetiva para lançar uma linha de produtos. Utilizar o shoppable ads permite que os seus clientes conheçam os novos itens por meio de fotos que retratam seu estilo de vida. O recurso aguça a curiosidade do consumidor e estimula seu desejo de compra aspiracional. 

Os próximos passos

Em um movimento completo do ecossistema, editores de grandes veículos de mídia e players de redes sociais estão explorando e oferecendo oportunidades para facilitar ao máximo a compra de produtos sobre os quais um usuário acabou de ler ou está vendo em tempo real. Não à toa esse tipo de solução está sendo disponibilizado em conteúdos estáticos (texto/fotos) e também em vídeos, no online e no offline. Aliás, a ferramenta já está integrada, inclusive com os assistentes de voz, que possibilitam a compra de um item, apenas após ouvir sobre ele. 

Esses tipos de transações já não são apenas um desejo de varejistas e editores que desejam aproveitar qualquer oportunidade para alavancar vendas e criar novos pontos de contato. São uma demanda também dos consumidores, que desejam essa experiência mais única e conectada. Ao fazer a integração de todo o ecossistema, o mercado está levando o e-commerce a um novo patamar, repleto de possibilidades e de benefícios para todos os envolvidos. 

ESCRITÓRIOS:


Porto Alegre:
Rua Dona Laura, 320 12º andar

Rio Branco - Porto Alegre - RS
CEP: 90430-090
Telefone: +55 (51) 4009.5510

São Paulo:
Av. Nações Unidas, 11.857 - 8º Andar

Brooklin - São Paulo - SP
CEP: 04578-908
Telefone: +55 11 5093 2403

NAVEGUE:


Nossa agência
Clientes
Certificações
Carreiras

ASSINE A NEWS:


SERVIÇOS:


Conteúdo Digital
CRM
Data Intelligence
Gestão de Consultoria SEO
Mídia Paga
Planejamento Estratégico
Produção Criativa

CANAIS OFICIAIS:


Fale Conosco

Leia nossa política de privacidade.


Copyright © 2020. Adtail Marketing Digital - Todos os direitos reservados.

Youtube
Vimeo
Google Maps