Por Guilherme Dias, coordenador de mídia na Adtail

Para começar esse tema, precisamos introduzir um dos canais com maior popularidade entre os aplicativos de conversas simultâneas atualmente. O WhatsApp tem mais de dois bilhões de usuários mensais em sua plataforma (© Statista, 2 de fev. 2024) e assim como toda empresa que se populariza em grande massa, podemos desenhar oportunidades de negócios que vem como consequência dessa expansão, e por esse motivo, em 2018, o WhatsApp lançou sua versão Business destinado para conversas comerciais.

Gráfico de barras apresentando os aplicativos de mensagem mais populares do mundo. Em primeiro lugar está o WhatsApp

Nossa missão aqui é entrar em detalhes de como podemos tirar o melhor proveito dessas ferramentas de conversas simultâneas através de campanhas em mídia paga, com foco em uma estratégia de WhatsApp Marketing tanto para segmentos B2C como para o B2B. 

Vale ressaltar também que estratégias como essas podem ser desenhadas com ações dentro de uma estratégia de CRM.

Entendendo a importância de investimento em mídia paga para WhatsApp Business

Na pesquisa realizada pela We Are Social, estatisticamente, temos uma relevância muito alta quanto às redes sociais no Brasil, sendo que 96,4% desses usuários são brasileiros. E quando refletimos esse dado já direcionado ao WhatsApp, o Brasil é o segundo maior público que consome este canal, sendo mais de 84% dos usuários brasileiros

Além disso, o WhatsApp já é utilizado por cerca de 76% das pessoas na busca de contato com as marcas. 

Contudo, já entendemos que o canal tem um grande potencial para ser utilizado como espaço de vendas de forma estratégica, seja ele orgânico ou alcançando novos públicos através de mídia paga.

E por onde podemos iniciar?

Em um primeiro momento é necessário realizar o cadastro e verificação de número comercial através do WhatsApp Business, este mesmo número precisa estar integrado com ferramentas de mídias pagas, sendo os principais, Meta Ads e Google Ads.

Esse passo é importante para criar credibilidade através de um perfil comercial verificado. E não se esqueça de configurar mensagens automáticas de saudação e ausência para qualificar melhor o atendimento.

É importante ter conhecimento que existem ferramentas de integração via API que facilitam a automação de entrada de leads que vão desde a parte orgânica quanto a mídia paga e CRM, o que entrega uma eficiência maior em controle e gestão.

Como podemos desenhar a estratégia para mídia paga?

Definimos inicialmente uma estratégia focada em um objetivo alinhado a KPIs de sucesso, indiferente que seja B2C ou B2B, é importante que tenhamos um destino final quanto a prospecção desses leads. 

Além disso, no objetivo de leads e segundo a Leadster, é importante destacar que aproximadamente 82,86% das empresas investem em mídia paga, enquanto 17% não fazem nenhum investimento. Ou seja, caso você faça parte dos 17%, você está perdendo na concorrência.

Nos dois segmentos, é comum as empresas já terem um SAC muito mais ativo em relação ao WhatsApp Business, o que facilita no desenho da estratégia. Para que as vendas funcionem, precisamos em termos de estrutura de time, ter um ou mais vendedores treinados para prospecção desses leads e que todo o atendimento seja rápido e ágil, aliás, estamos falando de uma estratégia de marketing digital onde temos um volume de informações e concorrência muito maior, se você demorar para prospectar, é possível que você perca esse lead para outra empresa. 

Na mídia paga, há várias possibilidades de atuação e estratégia, a mais conhecida e utilizada atualmente é através do Meta Ads. No último panorama de geração de leads 2023, o Meta Ads foi apontado como o canal com a melhor taxa de conversão, atingindo 4,23%. No entanto, é importante ter atenção à intenção de compra e à maturidade dos leads provenientes das redes sociais, que geralmente são menores do que nos canais de busca, o que pode dificultar o fechamento das vendas.

Ainda falando sobre esse canal, é possível criar uma campanha de vendas onde a nível de conjunto de anúncios, conseguimos classificar como conversão principal a inicialização de conversa por WhatsApp. Em termos de segmentação, como citado no parágrafo anterior, é importante entender o perfil do seu lead. 

As segmentações mais utilizadas para buscar qualificação são aqueles que já tiveram algum contato prévio com sua marca, seja acessando o e-commerce, se engajando com redes sociais ou através de e-mail marketing, onde é possível criar segmentações personalizadas ou lookalike, mais conhecida como público semelhante. 

Já no Google Ads, a ferramenta não é tão forte quanto comparado a campanhas de Meta Ads, mas ainda é possível usar extensões que levam esse usuário para um contato de WhatsApp. Neste caso, é importante que tenha uma integração via API do Google com algum CRM. Outro ponto relevante é realizar o tagueamento caso em seu site possua algum plugin de contato por WhatsApp, isso dará mais munição e informação para o aprendizado das campanhas com este objetivo. 

Pessoa utilizando o celular. Ao fundo, vemos várias sacolas de compras

Quais tipos de comunicação podemos usar como ação?

Estamos falando sobre gerar vendas e entregar valor ao cliente. Um calendário de ação e anúncios muito bem desenhados em comunicação, chamada e posicionamento, irá refletir em uma boa taxa de interação com o anúncio (CTR) e consequentemente em bom custo por clique (CPC) e custo por aquisição (CPA). Aproveite este tipo de estratégia para:

É hora de mensurar os seus resultados

Conforme falado no início deste conteúdo, precisamos definir muito bem nossos KPIs de sucesso, não só para realizar otimizações assertivas como também para entender em níveis de qualificação, plano de ação e tomada de decisão. 

Nessa estratégia indicamos o acompanhamento do número de cliques, a taxa de interação do usuário com seu anúncio através do CTR, a taxa de conversão e de qualificação dos leads, o custo por aquisição (CPA) e o custo por clique (CPC). 

Todas as métricas precisam estar andando juntas, ou seja, um bom CTR irá nos trazer um menor CPC, porém, é comum ver um CPC e um CPA mais caro quando há uma boa qualificação dos leads, neste cenário, considere o seu ticket-médio para entender se a campanha está sendo rentável a nível de ROAS. Se você conseguir em uma planilha mapear as receitas geradas e o investimento realizado, conseguirá ver se está gerando lucro ou prejuízo através de suas campanhas.

Por fim, defina metas bem detalhadas e atue naquelas métricas que não estão conversando com o que foi projetado. Seguindo dessa forma, é possível acompanhar os resultados com maior eficiência para suas tomadas de decisão. 

O que fazer agora?

Debatemos algumas ideias e formas de desenhar a sua estratégia para geração de vendas através de campanhas do WhatsApp, mas esses são apenas os principais detalhes de uma grande estratégia de vendas. E para uma boa atuação precisamos elaborar desde a operação até os resultados finais obtidos. 
E aí, vamos criar uma campanha de mídia paga para o WhatsApp com foco em geração de vendas? Temos soluções e estratégias para colocar isso em prática, entre em contato.

Dominar as técnicas de tráfego pago é algo imprescindível para que qualquer estratégia de marketing seja bem-sucedida na era digital que vivemos. 

Como você deve notar, grande parte das campanhas de anúncios publicitários e de relações públicas ocorrem nos meios digitais, e é preciso estar presente nos canais em que seus públicos estão.

Porém, cada vez mais o alcance orgânico das plataformas digitais é reduzido. Para você ter uma ideia, conforme um estudo divulgado pela Hubspot,estima-se que apenas 2% das impressões que um anúncio tem no Facebook sejam orgânicas.

Logo, investir em tráfego pago deve estar na lista de prioridades de qualquer gestor de marketing. A boa notícia é que o time da Adtail é especialista nisso! Vem com a gente e informe-se sobre o tema!

O que é tráfego pago?

Basicamente, o tráfego pago é a aquisição de visitantes para um site ou plataforma por meio de anúncios pagos, como publicidade online ou campanhas de links patrocinados. 

Nesse sentido, é importante compreender que o tráfego orgânico é aquele obtido naturalmente, sem custos diretos. Por sua vez, a audiência paga envolve despesas para exibir anúncios.

Essa modalidade tem mais relevância nas estratégias de marketing digital, tendo em vista a capacidade de direcionar audiências específicas e acelerar resultados. Quando isso é combinado com SEO e conteúdo relevante, se voa ainda mais alto.

Além disso, o tráfego pago costuma aumentar a visibilidade e, potencialmente, melhorar o retorno sobre o investimento (ROI).

Por que usar tráfego pago?

É essencial usar o tráfego pago para ter sucesso em campanhas de marketing digital. Isso se justifica por conta de vantagens como:

De maneira geral, podemos dizer que o tráfego pago é uma ferramenta poderosa quando a precisão, a velocidade e os resultados rápidos são essenciais.

imagem simula como uma parte da loja ganha maior visibilidade quando é anunciada online

Plataformas de anúncios e mídias pagas

As principais plataformas de anúncios, como o Google Ads, Facebook Ads, Instagram Ads, LinkedIn Ads e Pinterest Ads, oferecem uma gama diversificada de opções de mídia paga.

A partir delas, pode-se atingir públicos-alvo específicos e alcançar objetivos de marketing. Conheça mais sobre os serviços de tráfego pago:

Google Ads

É a plataforma de publicidade do Google, oferecendo anúncios de pesquisa, display, vídeo e aplicativos. 

Os anúncios de pesquisa aparecem nos resultados de busca, enquanto os de display são veiculados em sites parceiros. 

Por sua vez, os anúncios em vídeo são exibidos no YouTube, e os de aplicativos promovem downloads e interações em apps.

Facebook Ads e Instagram Ads

O Facebook permite executar ações de tráfego pago em sua própria plataforma e no Instagram. 

As redes sociais da Meta oferecem opções de anúncios de imagem, vídeo, carrossel e muito mais. 

O tráfego pago no Facebook e no Instagram é altamente eficaz e oferece segmentação avançada com base em dados demográficos, interesses e comportamentos.

LinkedIn Ads

Essa plataforma é voltada para o mercado B2B, permitindo anúncios direcionados a profissionais e empresas. 

O LinkedIn Ads oferece anúncios patrocinados, InMail, display e geração de leads por meio da maior rede social empresarial do mundo.

Pinterest Ads

O Pinterest é ideal para marcas que desejam promover produtos visuais. Empresas de arquitetura, moda, artes, entre outras tiram bastante proveito do tráfego pago nessa rede social.

No que se refere a formatos de anúncios, o Pinterest oferece anúncios de carrossel, pins promovidos e histórias para impulsionar o envolvimento do usuário.

Lembre-se que cada plataforma e tipo de mídia paga tem suas próprias vantagens e é mais eficaz para determinados objetivos de campanha. 

Logo, a escolha depende do público-alvo, do orçamento e dos resultados desejados. 

Como começar com tráfego pago: passo a passo

Começar com tráfego pago é algo que requer planejamento e estratégia. Veja o passo a passo  simplificado que preparamos:

1. Faça uma pesquisa de palavras-chave

Comece escolhendo palavras-chave para anúncios relevantes para o seu negócio. 

Utilize ferramentas como o Google Keyword Planner para identificar termos de busca populares e relacionados ao seu nicho.

2. Defina o orçamento e o planejamento financeiro

Estabeleça um orçamento claro para suas campanhas. 

Defina metas específicas, como custo por clique (CPC) ou custo por aquisição (CPA), e acompanhe os gastos de perto para otimizar o ROI.

3. Crie anúncios eficazes

Desenvolva anúncios atraentes com títulos cativantes, descrições concisas e chamadas à ação claras. 

Também invista na parte visual, de modo que os criativos tenham um layout atrativo.

Contar com bons redatores e designers é algo fundamental nesse momento. Eles são os grandes responsáveis por fazer com que o anúncio realmente cause impacto na audiência.

4. Promova a segmentação de público-alvo

Refine a segmentação para direcionar seus anúncios ao público certo. Isso pode incluir critérios demográficos, geográficos, comportamentais etc.

5. Garanta o acompanhamento e a otimização

Monitore o desempenho de suas campanhas regularmente, acompanhando os dashboards de dados com resultados. 

Ajuste os lances, as palavras-chave e os públicos-alvo com base nos dados de análise para melhorar o desempenho ao longo do tempo.

A eficácia do tráfego pago depende da constante otimização e adaptação às necessidades do seu público e objetivos comerciais. Então, não negligencie nenhuma etapa; 

Otimização e mensuração

O monitoramento de campanhas de tráfego pago também é essencial para o sucesso das campanhas.

Realizar testes A/B, por exemplo, permite avaliar o desempenho de diferentes anúncios, landing pages e estratégias.

Ao mesmo tempo, métricas-chave, como a taxa de cliques (CTR), o ROI e as conversões, são essenciais para avaliar o impacto financeiro e o envolvimento do público.

Desafios comuns e soluções

É comum que iniciantes no uso de tráfego pago frequentemente se deparem com desafios, como a escolha inadequada de palavras-chave. Isso leva a anúncios mal direcionados, e orçamentos que se esgotam rapidamente, por exemplo.

A falta de experiência na criação de anúncios eficazes, na seleção do público-alvo correto e no gerenciamento das campanhas também são desafios a serem superados.

Bons resultados exigem boas estratégias

A Adtail tem um time especialista em tráfego pago e já contribuiu para os resultados positivos de grandes marcas e empresas.

A Chico Rei, por exemplo, aumentou a receita em 174% na Black Friday 2022. O número impressionante foi obtido a partir de campanhas de Google Ads.
Seja mais um dos nossos cases de sucesso! Converse com um de nossos especialistas e traga a sua marca para a Adtail!

O relacionamento com o cliente é uma pedra angular para o sucesso no mercado e é por esse motivo que você precisa entender o que é CRM.

Empresas de todos os tamanhos reconhecem a importância de manter e nutrir laços sólidos com seus consumidores. Nesse contexto, o Customer Relationship Management (CRM), ou Gestão de Relacionamento com o Cliente, se destaca como uma ferramenta essencial para aprimorar o relacionamento com os clientes.

O CRM é mais do que apenas um software ou uma abordagem de negócios; é uma filosofia que coloca o usuário no centro de todas as atividades da empresa. Sendo assim, ao adotá-lo, as organizações podem coletar, armazenar e analisar informações relevantes sobre seus clientes. 

O resultado é uma melhor compreensão das necessidades e preferências dos consumidores. Isso, por sua vez, possibilita a criação de estratégias personalizadas e o fornecimento de experiências sob medida.

Neste guia estratégico, falaremos sobre a importância do CRM para as empresas em detalhes. Vamos discutir como um sistema desse tipo pode otimizar o relacionamento com os clientes, destacando seus benefícios, desde o aumento da eficiência operacional até o impulso das vendas e a melhoria da fidelização. 

Além disso, abordaremos as melhores práticas para a implementação bem-sucedida de um sistema de CRM e forneceremos exemplos de erros que jamais podem ser cometidos.

Continue a leitura e aprenda de uma vez por todas o que é CRM! Contaremos tudo neste conteúdo épico. Vamos lá?

O que é CRM?

O Customer Relationship Management (CRM) é uma estratégia de negócios e uma abordagem de gestão que visa aprimorar o relacionamento entre uma empresa e seus clientes. 

Ele não engloba apenas o uso de tecnologia, mas também práticas, processos e políticas que visam entender, antecipar e atender às necessidades e expectativas dos clientes.

Ao contrário do que muitos pensam, CRM não é apenas e-mail marketing! As três letras em questão representam muito mais do que isso. Para saber mais, recomendamos que assista ao vídeo abaixo: 

História e evolução do CRM

Para entendermos como o CRM funciona no presente, convém dar uma olhada no contexto histórico dessa estratégia, que não é tão recente como se imagina.

No livro “Desenvolvendo a cultura de CRM na empresa: aprimore pessoas e processo, não somente ferramentas”, Joaquim Lobo Leite Júnior menciona que a filosofia de aproximação aos clientes existe há muito tempo. 

O autor apresenta o relato de um homem que, há muitas décadas, operava um elevador de grãos em uma pequena cidade nos Estados Unidos. Ele conhecia pessoalmente seus clientes, sabia seus nomes, suas origens e suas preferências. Esse nível de relacionamento pessoal é uma forma ancestral de CRM.

Ou seja, quando você senta no bar da esquina e o garçom, que já é seu conhecido, pergunta se você vai querer o mesmo de sempre, está praticando CRM. Afinal, ele observou os seus gostos e estabeleceu uma relação.

Com o passar dos anos, a evolução do CRM moderno foi impulsionada pelo desenvolvimento tecnológico e pelo aumento na coleta de dados. 

A filosofia de manter um relacionamento próximo com os clientes foi amplamente adotada em empresas que reconheceram sua importância para o sucesso nos negócios.

Dados sobre usuários ativos de e-mail

Com o advento da tecnologia digital, os sistemas de CRM se tornaram mais eficazes. Um exemplo disso é o uso de e-mail, que é uma ferramenta fundamental para a comunicação com os clientes. 

Estatísticas divulgadas pela Insper mostram que, atualmente, existam mais de 4,3 bilhões de usuários de e-mail em todo o mundo. Isso torna-o uma plataforma de comunicação amplamente adotada e eficaz para empresas alcançarem seus clientes.

Em estratégias de e-mail marketing, muito comuns em ações de CRM, softwares especializados permitem uma comunicação mais próxima com leads e clientes.

Principais benefícios do uso de CRM

É interessante destacar que o uso de CRM oferece uma série de benefícios, incluindo:

De modo geral, podemos dizer que o CRM é uma estratégia que evoluiu ao longo do tempo, visando fortalecer o relacionamento entre as empresas e os seus clientes. 

Além de melhorar o atendimento ao cliente e as vendas, o CRM oferece ferramentas poderosas para aprimorar a eficiência operacional e a tomada de decisões. Tornou-se, assim, um ativo essencial para as empresas que desejam prosperar em um mercado cada vez mais competitivo

Componentes de um CRM

O pesquisador e executivo Paul Greenberg afirma que: “O motor do CRM é o repositório de dados dos clientes, seu data warehouse”. Ele também acredita que o ideal é que todo tipo de informação, estática ou dinâmica, esteja acessível a todos os departamentos da empresa, clientes, fornecedores e parceiros, de acordo com suas especificidades.

Tendo como base essa premissa, podemos nos aprofundar nos componentes dos CRMs. Veja, a seguir, como utilizá-los para melhorar a sua performance.

Gestão de contatos

A gestão de contatos é o alicerce de um sistema de CRM. Ela envolve a organização e o armazenamento centralizado de informações sobre os clientes, incluindo seus perfis, histórico de compras, preferências e interações passadas. 

Isso permite que as empresas tenham uma visão abrangente de seus clientes, essencial para fornecer atendimento personalizado. 

De tal modo, manter registros precisos e atualizados dos clientes é crucial, pois ajuda a identificar oportunidades de vendas, segmentar públicos-alvo, desenvolver personas e antecipar as necessidades.

Automação de marketing

A automação de marketing é um componente fundamental para impulsionar o relacionamento com os clientes. 

Ela permite que as empresas criem campanhas de marketing direcionadas, automatizem o envio de mensagens, e-mails e conteúdo relevante com base no comportamento do usuário. 

Essa automação economiza tempo e ajuda a construir relacionamentos sólidos, oferecendo informações oportunas e personalizadas. A segmentação inteligente e a nutrição de leads podem aumentar as taxas de conversão e a retenção de clientes.

Suporte ao cliente

O suporte ao cliente é um componente vital para a satisfação e fidelização dos clientes. Um sistema de CRM eficaz permite que as empresas ofereçam suporte contínuo e personalizado por meio de vários canais, como chat ao vivo, e-mail, telefone e mídias sociais. 

Ele também auxilia na rastreabilidade de problemas e na atribuição de responsabilidades, garantindo respostas rápidas e eficientes. 

O histórico de interações do cliente facilita a compreensão de suas preocupações e preferências, permitindo que as equipes de suporte resolvam problemas de maneira eficaz.

Implementação de um sistema de CRM

Implementar um sistema de CRM é um passo essencial para aprimorar o relacionamento com os clientes e impulsionar o crescimento dos negócios. No entanto, o processo pode ser desafiador. Entenda, a seguir:

Etapas para implementar um CRM

Abaixo veja algumas etapas importantes para a implementação eficaz de um sistema de CRM:

1ª etapa: avaliação de necessidades

Antes de escolher um sistema de CRM, é essencial avaliar as necessidades específicas da sua empresa. 

Isso inclui definir objetivos claros, entender os processos de negócios atuais e mapear as expectativas dos usuários.

2ª etapa: seleção da solução certa

Escolher a plataforma de CRM adequada é um passo crítico. Por isso, certifique-se de que a solução atenda às necessidades identificadas.

Também verifique se oferece recursos como gestão de contatos, automação de marketing e suporte ao cliente. 

3ª etapa: treinamento e engajamento dos usuários

O sucesso do CRM depende da adesão dos usuários. Portanto, é importante fornecer treinamento adequado para garantir que a equipe saiba como utilizar a nova ferramenta. 

O engajamento dos usuários e a demonstração de como o CRM pode facilitar suas tarefas cotidianas são cruciais.

Ao seguir essas etapas, você terá mais sucesso ao implementar um CRM na sua empresa. Mesmo assim, é possível que surjam alguns desafios.

Desafios comuns na implementação de um CRM e como superá-los

Tendo em vista os desafios que podem surgir na implementação de um CRM, desenvolvemos uma lista abaixo, que apresenta dicas para superá-los. Veja:

Além das dicas apresentadas, lembramos que o sucesso na superação desses desafios depende de uma abordagem estratégica, envolvimento da equipe e, em alguns casos, assistência de especialistas.

CRM & Automation: conheça esse serviço da Adtail

Na Adtail, oferecemos um serviço de CRM excepcionalmente personalizado, focando em construir conexões significativas com os clientes. 

Para isso, utilizamos diversos canais de comunicação, adaptando-os às preferências de cada cliente para coletar dados essenciais e prever comportamentos de compra. 

Nossa abordagem orientada por dados é respaldada por parcerias com líderes do mercado, permitindo-nos oferecer um atendimento personalizado e estratégias de crescimento sob medida. 

Além disso, a nossa equipe é altamente certificada e experiente. Isso garante que seu negócio alcance o sucesso no cenário competitivo do marketing digital.

Não cometa esses 10 erros no CRM da sua empresa

A eficácia do CRM é fundamental para o sucesso das estratégias de relacionamento com os clientes. 

Sendo assim, cometer certos erros pode prejudicar significativamente os resultados e afastar os clientes. As 10 falhas mais comuns são:

1. CRM é só e-mail

Reduzir o CRM apenas ao uso de e-mails é uma limitação séria e que deve ser evitada nas empresas. 

Como vimos, a estratégia abrange uma gama mais ampla de atividades, incluindo gestão de contatos, automação de marketing e suporte ao cliente.

2. Base de CRM só serve para enviar e-mail

Usar a base de dados do CRM exclusivamente para disparar e-mails com um bom layout é subutilizar seu potencial.

O indicado é que sejam realizadas ações de segmentação inteligente e personalização de comunicações que ajudem a aprimorar o relacionamento com o cliente.

3. O e-mail morreu

Descartar o e-mail como uma ferramenta ultrapassada é um erro. Como vimos, o e-mail ainda é uma forma poderosa de comunicação e marketing.

Então, integre o e-mail em sua estratégia de CRM, aproveitando o seu potencial para alcançar clientes de maneira eficaz.

4. A ferramenta ideal para o meu negócio é a mais barata

Optar pela ferramenta mais barata sem considerar suas necessidades reais pode levar a limitações e ineficiências no gerenciamento do relacionamento com o cliente.

Pesquise por uma solução que atenda às necessidades específicas do seu negócio, mesmo que isso implique um investimento maior. O ROI a longo prazo será mais valioso.

5. Ferramenta = Sucesso

Acreditar que a implementação de uma ferramenta de CRM garantirá automaticamente o sucesso é uma falácia. 

O sucesso depende de estratégia, uso correto e compreensão das necessidades do cliente.

6. E-mail só serve para enviar promoção

Limitar o uso do e-mail apenas para envio de promoções pode afastar os clientes que desejam relacionamentos mais significativos.

O ideal é que se varie o conteúdo dos e-mails, incluindo informações úteis, dicas, atualizações e conteúdo relevante para manter o engajamento do usuário.

7. Se o concorrente faz, é porque dá certo

Copiar a estratégia do concorrente sem entender o contexto e as necessidades específicas do seu próprio negócio pode não trazer os mesmos resultados.

Estude suas próprias métricas, conheça os seus clientes e crie estratégias personalizadas que atendam às necessidades únicas do seu público.

8. Minha entregabilidade está ótima

Apenas medir a entregabilidade de e-mails não é suficiente. Ela não garante que os e-mails sejam abertos ou gerem ação.

Acompanhe outras métricas, tais como: taxas de abertura, cliques e conversões para avaliar a eficácia das suas campanhas.

9. Quanto mais eu envio, mais eu vendo

Enviar muitos e-mails sem segmentação adequada pode levar à saturação e à insatisfação do cliente.

Concentre-se na qualidade, não na quantidade. Envie comunicações relevantes e bem planejadas, de acordo com cada etapa do funil de vendas ou jornada de compra.

10. Descadastro baixo = Amor pelo e-mail

Interpretar um baixo número de descadastros como amor pelo e-mail é um equívoco. Isso pode significar que os clientes simplesmente não encontraram valor nas suas mensagens.

Monitore o engajamento real dos clientes e ajuste suas estratégias com base em feedbacks e métricas relevantes.

Quer conhecer cada um desses erros de maneira mais aprofundada? Então, assista ao vídeo a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=JVdTbbI8vNc

Melhorando o relacionamento com os clientes

Melhorar as ações de relações públicas é uma das principais vantagens dos CRMs. Para que isso ocorra com maior praticidade, listamos algumas dicas:

Personalização com base em datas importantes

As empresas podem usar o CRM para rastrear datas importantes na vida do cliente, como aniversários, data de início de namoro, nascimento dos filhos etc.

Com base nessas informações, é possível enviar mensagens de parabéns, descontos especiais ou ofertas exclusivas. Essa abordagem demonstra cuidado e consideração, fortalecendo os laços com o cliente.

Exemplo: Uma loja de roupas on-line pode enviar um e-mail de aniversário oferecendo um desconto exclusivo para o cliente comemorar seu dia especial.

Remarketing e recuperação de carrinho abandonado

O CRM pode rastrear o comportamento do cliente em um site e identificar quando um carrinho de compras é abandonado. 

Com isso, a empresa pode enviar lembretes personalizados ou oferecer benefícios para incentivar a conclusão da compra.

Exemplo: Um e-commerce pode enviar um e-mail lembrando o cliente dos produtos no carrinho e oferecendo frete grátis ou um desconto adicional para incentivá-lo a finalizar a compra.

Comunicações segmentadas

Utilizando o CRM, as empresas podem segmentar seus clientes com base em seus interesses, histórico de compras e comportamento online. Isso permite o envio de conteúdo relevante e direcionado para grupos específicos de clientes.

Exemplo: Uma livraria pode enviar recomendações de livros com base nas compras anteriores de um cliente ou em seu histórico de navegação. Se o usuário demonstrar gostar de romances, por exemplo, poderá receber publicidade personalizada com títulos desse gênero.

Acompanhamento e respostas rápidas

O CRM ajuda as empresas a registrar interações anteriores com os clientes, permitindo um acompanhamento eficaz. 

Responder rapidamente a perguntas ou preocupações dos clientes mostra um comprometimento com o atendimento de suas necessidades.

Exemplo: Uma empresa de software pode usar o CRM para rastrear solicitações de suporte e garantir que os clientes recebam respostas rápidas e soluções para seus problemas.

Programas de fidelidade personalizados

O CRM é essencial na criação de programas de fidelidade personalizados, que recompensam os clientes com base em seu histórico de compras e engajamento.

Exemplo: Um restaurante pode oferecer recompensas exclusivas a clientes regulares, como descontos progressivos ou itens gratuitos, incentivando a lealdade contínua.

Essas são apenas algumas das estratégias que podem ser desenvolvidas com um CRM. Com criatividade e uso de dados, pode-se caminhar para muito mais longe.

Melhores práticas de CRM

Há algumas boas práticas que são importantes para ter sucesso ao implementar o CRM no seu negócio. Observe:

No vídeo a seguir, veja mais dicas de estratégias para aumentar e trabalhar a sua base com CRM:

https://www.youtube.com/watch?v=dwNGXEOvjKc

Estudos de caso de sucesso

Grandes empresas e marcas como Kappesberg, Portobello, Myralis, Luz da Lua, Petite Jolie, Previdenciarista e Carrano já contam com os serviços de CRM da Adtail.

Um de nossos cases mais interessantes envolve a Bibi Calçados. Enfrentando um histórico de baixa representatividade das vendas por e-mail em suas franquias físicas, a empresa adotou uma estratégia omnichannel em parceria com a Adtail. 

O desafio era aproveitar a base de clientes das lojas físicas para impulsionar as vendas online, aumentando a média de participação digital no faturamento.

A estratégia envolveu a implementação de gatilhos para compras digitais, direcionando os clientes para diferentes canais, incluindo interações por chat com consultoras e visitas às lojas físicas. A campanha teve um período de interação e compra de 10 dias, o que melhorou a precisão das medições.

Outras medidas incluíram a inclusão frequente de leads das lojas físicas na base de clientes, otimização de provedores de e-mail, expansão da base de clientes engajados e comunicações direcionadas para lojas físicas.

Como resultado, no primeiro semestre de 2021, a contribuição das vendas digitais para o faturamento da Bibi aumentou em 120%. No segundo semestre, a média de vendas online em relação ao faturamento continuou crescendo, chegando a mais de 18% no último trimestre do ano, demonstrando um crescimento exponencial e um sucesso notável na estratégia omnichannel.

Tudo isso só foi possível graças ao entendimento da marca sobre o que é CRM e a importância de contar com um parceiro como a Adtail.

Agora, se alguém perguntar o que é CRM, você sabe que é algo que vai além de uma ferramenta. Trata-se de uma estratégia fundamental para empresas que buscam maximizar o potencial das relações com os clientes.

A Adtail oferece serviços completos e personalizados que podem ajudar a alcançar resultados excepcionais em mídias, vendas, inbound marketing e muito mais. Tudo isso com ótimos sistemas e equipe de CRM. Acesse o nosso site e saiba mais!

CRM é uma sigla, em inglês, para Customer Relationship Management, expressão que pode ser traduzida como “Gerência de Relacionamento com Clientes”.

No livro “CRM: o revolucionário marketing de relacionamento com o cliente”, o autor Ronald Swift define CRM como “uma abordagem empresarial destinada a entender e influenciar o comportamento dos clientes, por meio de comunicações significativas para melhorar as compras, a retenção, a lealdade e a lucratividade deles”.

Ainda de acordo com o Swift, o CRM fornece as capacidades necessárias para gerar produtos, serviços, respostas, individualização, personalização em massa e satisfação do cliente. 

A seguir, explicaremos quais são os quatro tipos de CRM existentes no mercado e como aplicá-los em suas estratégias na empresa. Continue com a gente e tenha uma boa leitura!

Conheça agora os 4 tipos de CRM

Como vimos, o CRM é uma estratégia fundamental para empresas gerenciarem relacionamentos com seus clientes. 

Existem quatro principais tipos de CRM, cada um com seu foco e uso específico:

1. CRM Operacional

O CRM Operacional é usado nas operações diárias, envolvendo equipes de atendimento, suporte técnico, marketing e vendas. Ele auxilia na gestão de interações com os clientes em tempo real. 

Por exemplo, um representante de vendas pode usar um sistema de CRM para agendar reuniões, rastrear follow-ups e otimizar rotas para visitar clientes. 

Sendo assim, o objetivo do CRM operacional é melhorar a eficiência e a performance das atividades do dia a dia, fazendo com que o usuário siga o fluxo da jornada de compra no funil de vendas.

2. CRM Analítico

O CRM Analítico concentra-se na análise de dados coletados dos clientes. Ele gera relatórios automáticos que permitem às empresas entender mais profundamente o perfil dos clientes e segmentá-los com base em critérios específicos. 

Por exemplo, um e-commerce pode usar o CRM analítico para identificar os padrões de compra de clientes e personalizar ofertas com base nesses dados. Isso é automação de marketing!

Basicamente, o CRM Analítico utiliza dados para aumentar as vendas e a satisfação dos clientes, mantendo a ética de dados.

3. CRM Colaborativo

O CRM Colaborativo enfatiza a colaboração entre diferentes equipes e departamentos da empresa. 

Ele visa melhorar a circulação de informações entre os times de vendas, suporte, inbound marketing e outros setores, bem como a comunicação com o cliente em todos os pontos de contato. 

Por exemplo, um departamento de vendas pode compartilhar insights com o departamento de marketing. Isso oportuniza campanhas mais direcionadas e um atendimento mais personalizado.

4. CRM Estratégico

Finalmente, o CRM Estratégico visa a obtenção de uma visão holística e a longo prazo das oportunidades de negócios. Ele integra os três tipos anteriores de CRM para direcionar a estratégia de médio e longo prazo. 

Com base nos dados analisados de forma colaborativa e nas operações diárias eficientes, as empresas podem tomar decisões estratégicas mais informadas. 

Por exemplo, com insights do CRM estratégico, uma empresa pode decidir expandir para novos mercados, lançar produtos complementares ou aprimorar a experiência do consumidor.

Como aplicar CRM na estratégia da empresa

A escolha do tipo de CRM adequado depende das necessidades específicas do negócio. Para decidir, é importante avaliar as operações, analisar o volume de dados a ser gerenciado e definir objetivos claros. Indicamos que sejam seguidos os passos abaixo:

  1. Avaliação de necessidades: identificar as áreas que se beneficiarão do CRM, como vendas, atendimento ao cliente ou marketing;
  2. Seleção de tipo: escolher entre CRM Operacional, Analítico, Colaborativo e Estratégico com base nas necessidades e metas;
  3. Escolha da plataforma: selecionar a ferramenta que melhor se adequa ao negócio e oferece funcionalidades essenciais;
  4. Treinamento e Integração: capacitar a equipe e integrar o CRM aos sistemas existentes;
  5. Coleta e análise de dados: utilizar dados para direcionar estratégias de forma eficaz;
  6. Aprimoramento contínuo: monitorar resultados e ajustar conforme necessário para garantir eficácia.

É importante ressaltar que o CRM envolve estratégias baseadas em dados e não se limita apenas a ativações de e-mail, como demonstrado. Assista o vídeo a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=TkpLAvd_GPo&t=211s

Lembre-se: a implementação bem-sucedida requer uma abordagem abrangente e adaptável às necessidades do negócio.

Dicas práticas para maximizar o potencial do CRM

A seguir, veja algumas dicas de estratégias avançadas para tornar o CRM da sua empresa ainda mais potente:

Estratégias de coleta de dados

Estratégias para o uso eficaz de dados

Estratégias de atendimento

Estratégias para manutenção de registros e integração de equipes

Vantagens do uso de CRM

Conhecer as vantagens do uso do CRM também é algo estratégico para o seu negócio. Veja alguns dos principais:

Desafios do uso de CRM

Você também precisa saber que usar o CRM pode ser desafiador para a sua empresa. Entre os principais obstáculos encontrados, destacam-se:

Superando desafios

Assim como há desafios, existem maneiras de superá-los. Observe:

Para evitar erros comuns na implementação do CRM, assista ao vídeo a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=JVdTbbI8vNc

Lembre-se de que o sucesso do CRM está enraizado na coleta e uso eficaz de dados, na personalização do atendimento ao cliente e na integração de equipes.

O CRM tem potencial para maximizar as estratégias de marketing da sua empresa! Portanto, convidamos você a considerar a implementação ou aprimoramento do CRM em sua empresa. 

Com a orientação da Adtail, você pode explorar todo o potencial dessa ferramenta e alcançar resultados notáveis. Fale com os nossos especialistas!

A Black Friday de 2023 promete ser um evento movimentado e repleto de oportunidades para empresas aumentarem seu faturamento. Segundo a Pesquisa de Intenção de Compra Black Friday 2023, realizada pela plataforma de cashback Méliuz, 95,2% dos consumidores estão dispostos a fazer compras durante esse período, com a expectativa de gastar um ticket médio 62% maior do que em 2022. No entanto, para aproveitar ao máximo essas oportunidades, é essencial que as marcas estejam bem preparadas para se destacarem da concorrência.

É nesse contexto que a Adtail, uma agência full service especializada em marketing e comunicação, apresenta a terceira edição da Maratona Best Friday. Este evento online e gratuito tem como objetivo ajudar as marcas a aprimorarem suas estratégias e maximizarem o potencial da Black Friday. Neste artigo, vamos explorar em detalhes o que você pode esperar da Maratona Best Friday 2023 e como ela pode ser o impulso que sua marca precisa para ter sucesso nesta data tão importante.

Uma Imersão de Cinco Dias

A Maratona Best Friday 2023 ocorrerá entre os dias 16 e 20 de outubro, com uma programação repleta de webinars e apresentações ministradas por renomados profissionais do marketing e das vendas. Ao todo, serão mais de 30 palestrantes compartilhando suas perspectivas e experiências, resultando em mais de 10 horas de conteúdo valioso.

Palestrantes de Destaque

Entre os principais palestrantes confirmados para o evento, destacam-se representantes de empresas de renome, como Meta, Salesforce, Tiktok e E-commerce Brasil, além de clientes e especialistas da própria Adtail. Esses especialistas abordarão uma ampla gama de tópicos relevantes para o sucesso da Black Friday, incluindo identidade visual, performance digital, logística, estratégias omnichannel, planejamento, coleta e análise de dados, entre outros.

Um Guia para o Sucesso na Black Friday

O objetivo da Maratona Best Friday é fornecer às empresas as informações mais atualizadas e refinadas para enfrentar os desafios da Black Friday. Com o cenário competitivo em constante evolução, é essencial que as marcas estejam preparadas e conheçam as melhores práticas em todos os aspectos do processo.

Inscreva-se e Aproveite

Participar da Maratona Best Friday 2023 é simples e gratuito. Basta realizar a inscrição online com seu endereço de e-mail e, em seguida, você receberá os links de acesso para assistir às palestras ao vivo. E se você não puder acompanhá-las em tempo real, não se preocupe, pois o conteúdo ficará disponível para visualização posterior até o dia da Black Friday.

Não perca essa oportunidade de se preparar para o sucesso na Black Friday. Inscreva-se na Maratona Best Friday 2023 e esteja pronto para conquistar resultados excepcionais nesta data crucial. Aproveite o conhecimento compartilhado pelos especialistas e faça da Black Friday de 2023 um marco para o seu negócio.

Serviço: Maratona Best Friday 2023

Onde: Online

Quando: 16 a 20 de outubro

Valor: Gratuito

Inscrição: https://conteudo.adtail.ag/maratona-best-friday

A Adtail tem o prazer de anunciar sua conquista na lista das 100 empresas que mais crescem no Brasil, de acordo com o Ranking Negócios em Expansão 2023 da Revista Exame.

Este ranking, realizado em colaboração com o BTG Pactual e a auditoria PwC, identifica as empresas brasileiras que registraram os maiores aumentos em seus faturamentos no último ano. A seleção abrange 335 empresas provenientes de 22 estados do Brasil, representando diversas regiões geográficas e setores da economia.

A inclusão no Ranking Negócios em Expansão reflete a habilidade da Adtail em fornecer resultados tangíveis e impulsionar os negócios de seus clientes. E ressalta a importância da inovação constante e da busca por oportunidades de crescimento no cenário competitivo atual. 

Olhando para o futuro, a Adtail está empolgada com as oportunidades que se apresentam e se esforçará para manter o padrão de crescimento e inovação que a levou a conquistar um lugar nesse ranking distinto. 

Estamos prontos para os desafios e para alcançar novas alturas em nossa jornada contínua.

Por Eduardo Bremer, Especialista de Social Media da Adtail

A Meta pode até não ser a maior criadora de novas ideias, mas uma coisa é fato: eles sabem ler o mercado e introduzir novas tendências como ninguém – já vimos isso acontecer em um passado recente com os stories e vídeos verticais, por exemplo.

Dizem que “o mais difícil não é chegar ao topo, mas permanecer lá”… e bem, goste ou não dos métodos da Meta, eles estão dando os passos necessários para continuar no topo.

Na última semana – em meio a uma polêmica envolvendo limites de leitura no Twitter de Elon Musk –, Adam Mosseri, CEO do Instagram, veio a público através do seu canal de transmissão no Instagram divulgar o lançamento da nova rede social “Threads”.

O lançamento, que estava previsto para acontecer na manhã de quinta-feira (06/07), foi adiantado para o início da noite de quarta-feira (05/07), onde a internet se mobilizou para conseguir seu cadastro e “chave de acesso” para o Threads.

Isso porque havia um easter egg que consistia em digitar os termos “1992” “p92” “saymore” “thread” ou “ticket” na barra de busca do Instagram para conseguir uma espécie de ingresso para entrada na rede social, que continha um direcionamento para baixar o aplicativo na Apple Store e Google Play. Uma curiosidade é que os termos utilizados se tratavam de antigos nomes para o projeto da rede social, que inclusive já se chamou Barcelona em um dado momento.

Dado esse contexto, antes de continuar, mentalize sua opinião: o Threads vai fracassar ou tem tudo para dar certo? Confira algumas informações que já sabemos neste artigo!

O que é o Threads?

Threads é a nova rede social da Meta, trata-se de uma rede inspirada no Twitter com aparência e funcionalidades semelhantes. Aqui está a descrição oficial do Threads na listagem da loja de aplicativos:

“Diga mais com o Threads — o app de conversas de texto do Instagram.

O Threads é onde as comunidades se reúnem para conversar sobre tudo, dos tópicos importantes para você hoje até o que estará em alta amanhã. Não importa o seu interesse, você pode seguir e se conectar com seus criadores de conteúdo favoritos e outras pessoas com as mesmas paixões — ou criar um público leal para compartilhar suas ideias, opiniões e criatividade com o mundo.”

Threads já é um sucesso absoluto?

Ainda é muito cedo para tratar o Threads como um sucesso absoluto, mas é indiscutível que houve um movimento muito bem pensado pela Meta para atrair uma “avalanche” de novos usuários que sustentem uma necessidade de conteúdos dentro em uma rede recém-estabelecida.

Esse movimento foi possível devido ao Threads possuir integração com um perfil já existente do Instagram, isto é, para você entrar no Threads pela primeira vez, basta autenticar o seu mesmo login do Instagram e pronto: você já está dentro da nova rede social, podendo importar inclusive suas informações pessoais de avatar, bio e até mesmo os seus seguidores e perfis que sua conta está seguindo, tudo isso em apenas alguns segundos.

Para se ter ideia do sucesso desse movimento, em apenas 1 hora de liberação nas lojas de aplicativos, o Threads já havia atingido 1 milhão de usuários. Em 7 horas, o número de usuários chegou a 10 milhões.

A Statista, empresa alemã que oferece estatísticas, relatórios e insights de mercado, divulgou uma lista comparando quanto tempo outros serviços levaram para atingir 1 milhão de usuários:

Netflix – 3.5 anos

Airbnb – 2.5 anos

Twitter – 2 anos

Facebook – 10 meses

Spotify – 5 meses

Instagram – 2.5 meses

ChatGPT – 5 dias

Threads – 1 hora

Uma rede social criada para ser descentralizada no ‘fediverso’

Pouca gente sabe, mas uma das grandes jogadas do Threads é ser criada em um protocolo que permitirá uma descentralização no futuro, tendo seu funcionamento não mais baseado em servidores de uma empresa, mas por usuários voluntários.

Essa estrutura permitirá que o Threads faça parte das plataformas pertencentes ao chamado “fediverso”. Segundo o Canaltech, “Fediverso é o nome dado à federação de plataformas descentralizadas. O conceito nasce da fusão das palavras “federado” e “universo”, refletindo sua missão de unificar redes sociais, fóruns de debate, microblogs e muito mais em uma vasta rede horizontalizada.

No fediverso, cada rede social funciona com o seu respectivo servidor, mas a comunicação gira em torno de uma rede central — isso existe graças ao protocolo ActivityPub. É esse sistema de diretrizes que permite aos usuários compartilharem fotos, vídeos e demais publicações como se estivessem no mesmo local.

No momento, o fediverso já conta com alguns serviços interligados:

E segundo a Meta, o Threads deve se comunicar com esses canais em breve. Ao ingressar no Threads, os usuários são impactados por um aviso: “As futuras versões do Threads terão acesso ao fediverso, um novo tipo de rede social que permite que as pessoas sigam e interajam umas com as outras em diferentes plataformas, como o Mastodon”.

Threads vs Twitter: comparativo de recursos

Após alguns testes, comparamos as diferentes funções que podem ser encontradas no Threads e no Twitter:

*As funções apontadas podem ser aprimoradas através do serviço de assinatura Twitter Blue, que expande o limite de um tweet para até 4.000 caracteres e vídeos com até 2 horas de duração. Demais recursos podem ser encontrados aqui.

Sua marca deve estar no Threads?

Considerando o contexto de novas tendências e as rápidas mudanças nos hábitos de consumo dos usuários, sugerimos que a sua empresa faça a criação do espaço no Threads e comece a validar diferentes abordagens e formatos de conteúdos.

Três dicas para se atentar nesse início: 

  1. Avalie marcas que já estão com uma presença mais ativa (como, por exemplo, Netflix, Ponto Frio, Bis) e construa um benchmarking: entenda o tipo de linguagem, os formatos dos conteúdos e como as pessoas estão reagindo a cada uma das particularidades que observar; 
  1. Reaproveite conteúdos que já registraram bons desempenhos no Twitter, ou em alguma outra rede social, mas que possua uma comunicação mais informal e descontraída que se aproxima do usuário. A técnica de “reciclar” posts com boa performance é bastante comum, pois a ideia central do conteúdo já passou por uma validação pública onde obteve bons resultados, portanto, por que não recuperá-lo? Se necessário, não esqueça de atualizar informações cruciais do conteúdo;
  1. Por fim, é importante ter um cuidado adicional com as personas, que ainda tem sido encarado como uma “insegurança” da plataforma, visto que, diferente do Twitter onde se trata de um “lugar de escape” (podendo o usuário final construir uma persona fictícia), dentro do universo do Threads já não é bem assim, devido ao seu perfil estar sempre vinculado ao nome do Instagram, perdendo-se então a questão do anonimato. Mesmo assim, uma marca precisa estar com o social listening apurado para o tipo de público que estará recebendo e engajando com seus conteúdos.

Se a sua empresa quer alcançar novos objetivos e desenhar novas estratégias digitais no Threads, é importante ter o apoio de uma agência de marketing digital que entende do assunto, sabe analisar dados e trabalhar com estratégias diversas para alcançar a presença digital desejada.

Por isso, conheça a Adtail. Nosso time de experts está preparado para entender a sua empresa e ajudá-la a crescer.
Visite agora mesmo o nosso site para descobrir como a Adtail usa estratégias digitais a favor dos resultados de seu negócio!