Category: Sem categoria

Como impactar o cliente com o anúncio certo?

Um dos grandes erros de quem investe em anúncios de Facebook e Instagram é achar que, quanto maior o investimento, maior o retorno. E que para fazer isso, basta selecionar o público e lançar a campanha. E isso não é verdade. Aliás, existem muitos mitos por trás de campanhas nas plataformas. Em evento virtual exclusivo do Facebook para clientes da Adtail Newblue, a primeira agência do Brasil a fazer o Digital Sessions na nova versão, especialistas de produto (BPM) e de mensuração (MsCi) falaram sobre alguns desses mitos e as verdades das ferramentas.

 

Entre elas, a já citada sobre investimento e retorno. O aumento não é diretamente proporcional porque o Facebook consegue escalar resultados de conversão, valores ou os dois ao mesmo tempo, mas você precisa definir o que é mais importante em cada estratégia. Seu KPI é o ROAS (retorno com gasto em anúncios)? Ou é quantidade de conversões pelo custo mais baixo possível? Porque o investimento atua de maneira oposta em cada um. Segundo as especialistas, é possível conseguir os dois, sim. O trabalho de otimização é a chave para isso, pois o primeiro passo é alcançar uma quantidade necessária de pessoas e conversões para alimentar o funil e, alcançando essa quantidade, você passa a focar em rentabilidade (oferecer produtos com ticket mais alto, trabalhar na fidelização do cliente.

 

Outro destaque do evento foi a diversidade de possibilidades de públicos para as campanhas, deixando claro que não existe apenas uma receita para anúncios. 

 

A lista ganhou mais uma opção, além dos já populares:

 

  • público personalizado, de pessoas que já conhecem a marca; 
  • público baseado em interesses, que alcança maior escala de pessoas com menos especificidade;  
  • público semelhante, que tem qualidade aproximada do personalizado e também escala.

O novo público semelhante baseado em valor é recomendado para quem busca uma configuração focada em clientes mais rentáveis, ou seja, ele atribui um valor a cada cliente e entrega o anúncio de acordo algo assim. 

 

Os anúncios dinâmicos também se apresentam como ótima opção para algumas empresas, principalmente para este momento de pandemia, e quebram o mito de que o Facebook não traz tantas conversões. Ele opera baseado em interesses sutis de compra em vez de esperar a intenção direta do usuário e, segundo as especialistas, as empresas que estão usando o recurso são as que mais crescem em vendas, por acabar também instigando maior desejo nos usuários. Entre os benefícios, estão:

 

  • grande escala (não precisa configurar os produtos um a um, você pode “subir” tudo de uma vez; 
  • está sempre ativo (cria uma vez e “deixa rodando” porque ela nunca fica desatualizada, então você ganha tempo); 
  • tem boa medição (impacta onde o usuário estiver, seja Facebook, Instagram…); 
  • são atualizados em tempo real (sempre personalizados e complementares, caso o cliente já tenha comprado um produto). 

 

Tudo isso porque o machine learning identifica o momento da jornada de compra em que o potencial cliente está para direcionar o melhor anúncio. 

 

Por fim, muito se falou sobre o famoso tempo de aprendizado da ferramenta e como conseguir que ele seja mais curto. Fazer menos conjuntos de anúncios, menos edições frequentes e menos inserção excessiva de criativos simultâneos são as respostas. Mexer em orçamento também pode atrapalhar. Não quer dizer que você precise manter sempre o mesmo valor, mas existem registros de alterações bruscas de orçamento (em média 30%) que fazem com que o anúncio volte pra fase de aprendizagem. Ou seja, audiência muito pequena, conjuntos de anúncios muito segmentados, orçamento pulverizado, lance muito baixo, eventos de conversão insuficientes.

 

O raciocínio é assim: o que reduz os sinais, prolonga a fase de aprendizagem.

Como aprender sobre digital com recursos gratuitos

É fato que, na correria do dia a dia, conciliar tempo livre (que nem sempre existe) e finanças (que dificilmente colaboram) para investir em si mesmo é um grande desafio. Mas, nesse cenário de pandemia e isolamento social, estamos assistindo a um processo acelerado de migração dos negócios para o digital, assim como um crescimento massivo nas compras online, pois muitos consumidores que não aderiam a esse sistema passaram a precisar dele.

 

Diante disso, a qualificação no digital se mostra não apenas urgente, mas o único caminho para manter as vendas e conversões, garantindo ganhos mais imediatos para o mercado. Portanto, o conhecimento técnico passa a ser visto como uma estratégia para que marcas, agências e empresas tenham um diferencial frente a uma maior concorrência e um contexto atípico.

 

Para auxiliar nas escolhas e na estruturação de um plano de investimento no aprendizado de marketing digital,  preparamos algumas lições valiosas e convidamos a Bárbara Barros, Mídia na Adtail NB, que está sempre conectada na rotina de estudos, para contribuir com mais dicas de aperfeiçoamento no digital.

 

Não subestime a dinamicidade, é preciso estar atualizado

 

O primeiro destaque que queremos fazer é de como as especializações proporcionam maior embasamento, da avaliação dos dados à tomada de decisão, que são cruciais em um período de crise e na busca por mais performance. Mesmo para quem já possui qualificação no digital, é fundamental a atualização constante, afinal as melhores otimizações hoje podem já estar obsoletas amanhã. Por essa razão, o processo de aprendizagem precisa ser contínuo e ampliado por cursos e materiais diversos, artigos, webinars, podcasts etc.

 

Aposte em 3 frentes de ação: planeje, aprenda e teste

 

Por onde começar e como criar um plano de aprendizagem de marketing digital eficiente e funcional para um cenário tão urgente? Essas são algumas das perguntas de quem é novo na área, e a resposta é: “Mantenha a calma”, não é possível aprender tudo de uma vez, mas, sim, ir se instruindo aos poucos e já colocando em prática cada estratégia, testando o que foi visto. Para isso, o interessante é escolher alguma temática de interesse e, a partir dali, mapear o que precisa ser estudado.

 

Neste mapeamento, é possível perceber que há um volume grande de conteúdo, mas cada pessoa cria seu próprio método à medida que adquire conhecimento e, ao longo do processo, torna-se capaz de avaliar a qualidade dos materiais, escolhendo o que é adequado para si. Além disso, os veículos de mídia oferecem certificações e a maioria é gratuita, então pode-se começar por estas que, por serem online, possuem estrutura didática para que cada um aprenda no seu próprio ritmo.

 

Crie oportunidades para colocar o aprendizado em prática

 

Nas metodologias de desenvolvimento do nosso time, o estudo e a aplicação constantes de novos conhecimentos têm sido valiosos para escalar os resultados e atingir o objetivo desejado, usando melhorias técnicas por meio de novas campanhas e implementação de boas práticas. Também, por serem temas de difícil visualização, utilizar as teorias estudadas para consolidar o aprendizado, testando e vendo o que funciona na prática, possibilita  maior domínio sobre as técnicas e a aplicação de forma efetiva.

 

Escolha o recurso que mais conversa com seus objetivos

 

Podemos indicar algumas ferramentas de apoio ao aprendizado e treinamento digital que o próprio Google tem disponibilizado, todos eles 100% on-line e gratuitos:

 

Ateliê Digital oferece cursos para desenvolvimento de negócios. Nele, é possível criar seu plano de aprendizagem seguindo um guia sugerido pelo Google. Selecionamos 3 indicações:

Com o Skillshop, há vários cursos certificados pelo Google Ads para aprofundar seu conhecimento sobre mídia paga. A aprovação neles é indispensável por ser um dos requisitos para fazer parte do Google Partners. Inclusive, mesmo estando vinculado (ou não) a uma agência de marketing, a parceria e a certificação são individuais, ou seja, são realizadas com o e-mail pessoal. Desta plataforma, recomendamos mais 3 cursos:

  • Google Ads, apresenta noções e estratégias de marketing, mostrando como analisar e otimizar o desempenho em anúncios de shopping, vídeo, nas redes de pesquisa, display e mobile.

  • Analytics Academy ensina a navegar na interface e nos relatórios do Google Analytics, configurando metas e campanhas com princípios de planejamento, coleta e análise de dados para ampliar os negócios.

  • Google My Business, orienta na criação de presença on-line via pesquisa Google ou Google Maps, na conexão e na interação com clientes em potencial e no gerenciamento de ficha de uma empresa.

Primer é a opção mais funcional para encaixar na rotina. Diferente das duas primeiras opções, é um aplicativo que opera on e off-line com a configuração de um jogo e separado por lições bastante didáticas, divididas entre 3 eixos:

  • Comércio e operações, explorando conceitos de empreendedorismo, vendas, planejamento e gerenciamento de negócios.

  • Marca e identidade, para aperfeiçoamento de noções de construção de marca, engajamento, experiência do usuário e sites.

  • Marketing e avaliação de desempenho, orientando sobre marketing digital, de conteúdo, em mobile ou vídeo, redes sociais, entre outros.

Por fim, recomendamos que invista seu tempo de quarentena de diferentes formas, buscando aquilo que traz motivação e apoio para suprir suas necessidades e metas. Selecione os cursos e materiais que mais se encaixam com a sua realidade, mas, independente da plataforma, do contexto de pandemia ou pós-pandemia, a regra continua sendo: especialização como caminho para a entrega dos melhores resultados e do sucesso profissional.

Uma crise global e 7 aprendizados pra sua marca

Já estamos nos encaminhando para o quarto mês de isolamento social no Brasil, mas desde o início, marcas de todos os segmentos vêm tentando se adaptar a essa experiência sem precedentes. Focar nas necessidades do momento vai ajudar a abrir caminhos com soluções úteis para a sua marca agora. 

Foi pensando nisso que o Matheus Motta, nosso Growth Hacker, trouxe alguns aprendizados de mercado valiosos para ajudar você a colocar a estratégia certa em ação. Passa um álcool em gel, pega um cafezinho e vem conferir:

Aprendizado #1: esqueça os planos iniciais para 2020 e teste!


A melhor forma de reagir e não paralisar no meio desse mar de incertezas é não se apegar às ideias. Os planos iniciais para o ano não se adequam, e qualquer nova decisão pode mudar em questão de um dia. Por isso, o importante é testar novas possibilidades: 


“o teste é sempre naquilo que está pior. Se a melhor taxa é 1%, e testar em algo que a taxa é de 0,8%, o ganho será menor do que testar em 2 ou 3 pontos que possuem taxa de 0,2%”.

Aprendizado #2: seja rápido!

Quando falamos em teste, falamos também em agilidade: o segredo é testar rápido para errar rápido. Isso mesmo! Em períodos com transformações intensas e constantes como os atuais, a capacidade de mudar rotas rapidamente quando necessário é fundamental. Por isso, te um fluxo de planejamento, aplicação e avaliação de testes com agilidade pode fazer toda a diferença para a reversão de cenários e correção de estratégias. Neste sentido, a tomada de decisão também precisa estar alinhada com um ritmo dinâmico. Quando esse processo é centrado em um só líder, tudo fica mais lento. Por isso, criar grupos que vão contribuir e compartilhar esse processo. 

Aprendizado #3: trabalhe com as incertezas


Planos para diferentes contextos podem ajudar a preparar sua marca para a hora do imprevisto. As incertezas são muito maiores do que as certezas, então, o ideal é mapear previamente algumas possibilidades a serem seguidas a partir de aprendizados anteriores e expectativas futuras.

Um bom exemplo vem do varejo, que precisa se moldar a decretos de abertura e fechamento de lojas físicas. Ter um planejamento que acolha as possibilidades dentro do segmento e agilize a leitura de cada cenário é, além de uma preparação, uma garantia de reação mais rápida.

Aprendizado #4: fique de olho no consumidor


Muitas compras vêm sendo adiadas, mas os problemas e as necessidades das pessoas continuarão aparecendo: a televisão quebrou, a geladeira estragou, precisou de uma cadeira nova para trabalhar em casa. A diferença é que, agora, as soluções são online: vendemos para pessoas, a empresa não vai ditar o comportamento, as pessoas é que vão! Por isso, aumentar e melhorar a oferta no digital vai ser decisivo. Se você ainda não colocou boas promoções no radar, não melhorou a navegabilidade do site (principalmente para mobile) e ainda não desenvolveu um aplicativo que facilite pagamentos, trocas e atendimento, talvez esse seja o momento.

Aprendizado #5: saia da caixa!

“Depois da crise de 2008, com muitas pessoas desempregadas nos EUA, criou-se o UBER e o AIRBNB. Ou seja, pessoas precisando de dinheiro com casa/carro parado, puderam trabalhar do dia para a noite”


Neste tópico destacamos que, mesmo com as adversidades impostas pela pandemia, procurar oportunidades é decisivo. Pensar fora da caixa é uma forma de fazer com que o consumidor note a sua marca e lembre dela em momentos com sobrecarga de informações e situações adversas. Boas soluções podem surgir de momentos de crise em que um caminho padrão já não gera resultados efetivos. Seja criativo!
 

Aprendizado #6: o Brasil precisa inovar

A pandemia escancarou a dependência do mercado brasileiro dos pontos físicos tradicionais para manter a economia. Mesmo com as vendas online em crescimento, a perda de receita tem mostrado que apenas entrar no digital está longe de resolver o problema. Uma crise que, em poucas semanas, faz empresas perderem todo seu faturamento com fechamento de pontos físicos comprova o quanto ainda estamos despreparados para inovar. E esse é um dos maiores pontos de atenção e aprendizado para o momento nas empresas.

Aprendizado #7: de pessoas para pessoas

Já reparou que esse é um momento em que as marcas precisam “fazer um carinho no coração das pessoas”?. Aqui falamos de consumidores e também de colaboradores das empresas. Temos visto mudanças em modelos de negócio de forma abrupta ou até demissões em uma grande escala de funcionários. Para o público que está observando de fora, esses fatos assustam e dificultam a associação da marca a algo positivo. Facilitar e flexibilizar para que o consumidor ou o colaborador tenha boas experiências com a marca nesse momento mostra o quanto sua empresa pensa no coletivo e se preocupa com o bem-estar de todos.

Não existe fórmula mágica, mas esses aprendizados podem ajudar você a compreender qual é a melhor decisão para a sua marca. Observar, ficar atento às mudanças e manter um planejamento que esteja de acordo com a realidade atual são pontos-chave para não paralisar e continuar marcando presença no mercado.

ESCRITÓRIOS:


Porto Alegre:
Rua Dona Laura, 320 12º andar

Rio Branco - Porto Alegre - RS
CEP: 90430-090
Telefone: +55 (51) 4009.5510

São Paulo:
Av. Nações Unidas, 11.857 - 8º Andar

Brooklin - São Paulo - SP
CEP: 04578-908
Telefone: +55 11 5093 2403

NAVEGUE:


Nossa agência
Cultura

Soluções
Clientes
Certificações
Carreiras

ASSINE A NEWS:


SERVIÇOS:


Conteúdo Digital
CRM
Data Intelligence
Gestão de Consultoria SEO
Mídia Paga
Planejamento Estragégico
Produção Criativa

CANAIS OFICIAIS:


Fale Conosco

Leia nossa política de privacidade.


Copyright © 2020. Adtail Marketing Digital - Todos os direitos reservados.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google