O primeiro dia do Fórum E-commerce Brasil 2020 começou com tudo! Foram mais de 15 mil participantes em pouco mais de 4 horas de evento totalmente online. 

Posicionamento importa? De Londres, o gigante Washington Olivetto abriu o circuito de palestras e falou sobre tendências de marketing neste momento de pandemia. Entre as falas de destaque, o publicitário esclareceu que o posicionamento político para marcas funciona quando é transparente e verdadeiro, e que existe uma diferença nítida entre oportunismo e oportunidade. Neste momento, as empresas que se preocuparam mais em informar do que vender se deram melhor no mercado com o público.

Desafiando os grandes players! Sucharita Kodali, vice presidente da Forrester Research, deu uma aula sobre estratégias de marketing em grandes players como Google, Facebook e Amazon. O alerta que ela deixou foi para a dependência de marketplaces para ter volume de vendas, que é uma operação arriscada principalmente se você é um varejista com pouco orçamento. E lembrou ainda que nem sempre você precisa estar focado nas grandes plataformas, e sim, buscar alternativas em outras mídias que atendam seu público. 

Personalização e nicho para crescer. Na sequência, Chris Anderson reforçou o discurso que nós vivenciamos no dia a dia: a chave está na long tail. O escritor, que já lançou diversos livros sobre o tema, abordou questões fundamentais sobre essa teoria e contou como estratégias que saem do mercado de massa e vão para o mercado de nicho podem funcionar para marcas e consumidores. Youtube, Amazon e Netflix foram alguns dos exemplos citados para explicar o poder do tratamento de dados orientado à adequação para uma grande volume de grupos nichados de consumidores.

Quer testar como isso pode ser aplicado na sua estratégia de marketing digital? Teste a eficiência e escalabilidade de conversão com palavras-chave específicas na sua campanha de Google Ads e compare com termos amplos e genéricos que têm maior volume de buscas.

Uma aula de cases com Magalu! Pra quem ama ouvir bons cases, Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza, trouxe exemplos de como a empresa conseguiu aproximar ainda mais os clientes e fazer com que as vendas de e-commerce triplicassem durante a pandemia. Criar memória de marca é parte da fórmula de sucesso e para isso dois pontos são fundamentais:

  • Estar atento a movimentos sociais e se envolver com eles de forma agregadora, estando preparada para ouvir o público e se adequar – como foi o caso do botão de denúncia de violência doméstica.
  • E se dedicar para oferecer aquele “carinho a mais” nas mensagens enviadas ao cliente pelo WhatsApp, lembrando de datas como seu aniversário.

Novo consumidor = novos relacionamentos? Fechamos o dia assistindo à dupla Vala Afshar, da Salesforce, e Ricardo Dias, da Ambev, que trouxeram muito humor no painel sobre o Impacto do Novo Consumidor. Afshar enfatizou que o mindset do momento é centrado no cliente, suas necessidades e comportamentos. Deixando a dica de três filtros que as empresas precisam para gerar conversão: relevância, segurança e acessibilidade. Para ajudar no entendimento sobre a real importância da construção de relacionamento entre marca e cliente, os palestrantes fizeram uma comparação relacionamentos amorosos, dizendo que a troca de dados é essencial na evolução em um segundo ou terceiro encontro, para criar intimidade e, finalmente, haver um casamento. 

Ricardo encerrou o dia recomendado que as marcas busquem inovação para experiências do consumidor nesse “novo normal” ou então ficarão para trás.