Funil de vendas: 8 passos para montar o seu

Ao trabalhar com Inbound Marketing, sua empresa aproveita os benefícios do funil de vendas. Se você não conhece essa estratégia, não se preocupe! Nós explicaremos para você!

O que é funil de vendas?

Normalmente, os consumidores realizam uma série de ações antes de decidirem fechar uma compra. Esse caminho, que envolve vários sentimentos por parte do consumidor e diversas estratégias de uma marca, pode ser visualizado na forma de um funil.

Assim, funil de vendas é um modelo que estrutura a jornada de compra de um cliente em potencial. Ele é dividido em 3 etapas, sendo: topo, meio e fundo de funil. 

Quais são as vantagens do funil de vendas?

A divisão em 3 etapas em formato de funil indica mais consumidores no topo do que no fundo. Isso porque o número de pessoas que decidem comprar é sempre menor do que o de pessoas que sentem a necessidade de um produto ou serviço. 

Dessa maneira, o funil de vendas segmenta o público para que as estratégias sejam pensadas de acordo com cada uma das etapas. Isso inclui benefícios como:

  • conhecimento do público;
  • captações efetivas de vendas;
  • facilidade de criação de conteúdo;
  • direcionamento de campanhas para o público correto.

Como iniciar um funil de vendas? 

Antes de tudo, para iniciar um funil, é crucial alinhar as equipes de Marketing e Vendas. Cada uma dessas áreas deve ser responsável por sua etapa e não ignorar que seu trabalho está associado a uma jornada com consequências enquanto se afunila.  

Portanto, entenda como as 3 etapas funcionam a seguir.

1. Topo de funil

Também conhecido como ToFu (top of the funnel), o primeiro estágio é o momento em que os visitantes descobrem que têm um problema ou necessidade. 

Após entrarem em contato com a sua marca, o melhor que sua empresa tem a fazer é oferecer conteúdos ricos que eduquem o visitante, como:

  • e-books;
  • infográficos;
  • planilhas editáveis.

Aqui, é importante não perder de vista o visitante. Nesse sentido, preze por uma troca: você oferece o conteúdo e o visitante fornece seus dados. Para isso, basta incluir um formulário como requisito para o download do material.

2. Meio de funil

O meio de funil, também conhecido como MoFu (middle of the funnel), é onde estão os leads, ou seja, os contatos que já enviaram seus dados por meio de formulários, chats, sites, etc.

Nessa fase, os leads consideram realizar a compra, mas ainda não estão prontos para isso. Assim, a ideia principal é amadurecê-los para darem o passo da decisão. 

Ofereça ajuda com novos conteúdos e mostre que tem a solução sem forçar o lead a fechar a compra.

3. Fundo de funil

A última etapa é o fundo de funil, ou BoFu (bottom of the funnel), quando os leads estão prontos para serem abordados pela equipe de vendas. Além de estarem cientes do problema, eles buscam a solução e têm inclinação a confiar em sua marca.

Então, basta mostrar como seu serviço é referência no mercado por ser o melhor. 

Após a compra, o lead se torna cliente e o funil de vendas é concluído. 

Passos para montar um funil de vendas 

Agora que você já entendeu quais são as etapas do funil de vendas, deve querer saber como montar o da sua empresa, não é mesmo?

Para isso, considere o nosso passo a passo que fará você refletir e achar respostas para a sua estratégia. 

Confira agora!

1. Conheça o seu público-alvo

No Inbound Marketing, as estratégias colocam a produção de conteúdo como a voz de sua marca. É claro que esse conteúdo precisa ser atrativo e útil para conseguir engajar os visitantes. 

Para que isso ocorra, é fundamental conhecer o seu público para saber qual é o seu perfil e saber qual tom de linguagem você deve utilizar. Com um público muito jovem, por exemplo, vale mais abusar de gírias e descontração do que da formalidade. 

2. Defina a persona

A persona é uma representação fictícia de seu cliente ideal, criada a partir de um estudo sobre o seu público. Ela serve para orientar sua marca na produção de conteúdo.

Ela deve apresentar dados como nome, idade, interesses e profissão para ser mais humana e próxima da realidade possível.

Para criar uma persona, você pode realizar pesquisas com o público-alvo, analisar os insights de Analytics e o banco de dados de clientes ativos.

3. Saiba onde encontrar o seu público

A partir do entendimento do público-alvo e da definição de persona, você saberá onde encontrar o seu público. Então, crie uma lista dos ambientes físicos e digitais de seus possíveis clientes para saber onde disparar as campanhas.

4. Entenda os interesses do público

Afinal, quais são os interesses da sua persona? Descubra o que ela gosta, o que procura e o que chama a sua atenção. Isso será primordial para escolher temas para os conteúdos e anúncios e definir palavras-chave nas estratégias de SEO.

5.  Descubra onde o seu público consome conteúdo digital

No terceiro passo, você já entendeu onde encontrar seu público em ambientes físicos e digitais. Agora, é hora de saber onde eles consomem mais conteúdos na Internet.

Provavelmente, você encontrará redes sociais específicas.

Essa etapa mostrará onde você também deve estar. Afinal, só assim você estará em contato constante com clientes em potencial. 

6. Transforme seu site em uma plataforma amigável

Não se esqueça da experiência do usuário e preze por um site amigável para os diversos dispositivos.

Portanto, tenha atenção para fatores como:

  • uso de hero images;
  • testes de compatibilidade em dispositivos móveis;
  • layouts atrativos;
  • tempo de carregamento de página;
  • linguagem simples.

7. Crie conteúdo atrativo para as redes sociais

Nas redes sociais, relacione o interesse do seu público com as soluções de sua marca. Além disso, promova o engajamento, interagindo com o público, respondendo rapidamente às suas dúvidas e os encorajando a dar feedbacks públicos em seus perfis.

8. Direcione os anúncios 

Por fim, será necessário criar anúncios que atendam a cada uma das etapas do funil de vendas. Para cada uma delas, existem gatilhos mentais e estratégias únicas. 

Uma vez que você conhece bem o seu público, sabe quais são seus interesses, onde ele está e está preparado para interagir com ele em sites, sua equipe de Marketing saberá criar os anúncios. Aliás, não se esqueça dos anúncios de mídia paga para cada uma das fases.

Mantenha seu funil de vendas atualizado com a Adtail 

Você já deve ter percebido que o mercado digital muda constantemente e, por isso, você deve estar atento para não perder oportunidades de vendas. 

Da mesma forma, a maneira como o cliente chega até a compra sempre tem alterações, então é necessário analisar sempre o funil de vendas e mantê-lo atualizado. 

Para isso, você pode contar com a Adtail, uma agência de marketing digital focada em alta performance e com serviços que têm soluções criativas para atrair consumidores a seu funil de vendas.

Um deles é o de CRM, que inclui estudo da base de clientes, segmentação e implementação de estratégias criativas. 

Saiba mais! Visite o site e veja como a Adtail atrai os clientes certos para a sua marca.