Já estamos nos encaminhando para o quarto mês de isolamento social no Brasil, mas desde o início, marcas de todos os segmentos vêm tentando se adaptar a essa experiência sem precedentes. Focar nas necessidades do momento vai ajudar a abrir caminhos com soluções úteis para a sua marca agora. 

Foi pensando nisso que o Matheus Motta, nosso Growth Hacker, trouxe alguns aprendizados de mercado valiosos para ajudar você a colocar a estratégia certa em ação. Passa um álcool em gel, pega um cafezinho e vem conferir:

Aprendizado #1: esqueça os planos iniciais para 2020 e teste!


A melhor forma de reagir e não paralisar no meio desse mar de incertezas é não se apegar às ideias. Os planos iniciais para o ano não se adequam, e qualquer nova decisão pode mudar em questão de um dia. Por isso, o importante é testar novas possibilidades: 


“o teste é sempre naquilo que está pior. Se a melhor taxa é 1%, e testar em algo que a taxa é de 0,8%, o ganho será menor do que testar em 2 ou 3 pontos que possuem taxa de 0,2%”.

Aprendizado #2: seja rápido!

Quando falamos em teste, falamos também em agilidade: o segredo é testar rápido para errar rápido. Isso mesmo! Em períodos com transformações intensas e constantes como os atuais, a capacidade de mudar rotas rapidamente quando necessário é fundamental. Por isso, te um fluxo de planejamento, aplicação e avaliação de testes com agilidade pode fazer toda a diferença para a reversão de cenários e correção de estratégias. Neste sentido, a tomada de decisão também precisa estar alinhada com um ritmo dinâmico. Quando esse processo é centrado em um só líder, tudo fica mais lento. Por isso, criar grupos que vão contribuir e compartilhar esse processo. 

Aprendizado #3: trabalhe com as incertezas


Planos para diferentes contextos podem ajudar a preparar sua marca para a hora do imprevisto. As incertezas são muito maiores do que as certezas, então, o ideal é mapear previamente algumas possibilidades a serem seguidas a partir de aprendizados anteriores e expectativas futuras.

Um bom exemplo vem do varejo, que precisa se moldar a decretos de abertura e fechamento de lojas físicas. Ter um planejamento que acolha as possibilidades dentro do segmento e agilize a leitura de cada cenário é, além de uma preparação, uma garantia de reação mais rápida.

Aprendizado #4: fique de olho no consumidor


Muitas compras vêm sendo adiadas, mas os problemas e as necessidades das pessoas continuarão aparecendo: a televisão quebrou, a geladeira estragou, precisou de uma cadeira nova para trabalhar em casa. A diferença é que, agora, as soluções são online: vendemos para pessoas, a empresa não vai ditar o comportamento, as pessoas é que vão! Por isso, aumentar e melhorar a oferta no digital vai ser decisivo. Se você ainda não colocou boas promoções no radar, não melhorou a navegabilidade do site (principalmente para mobile) e ainda não desenvolveu um aplicativo que facilite pagamentos, trocas e atendimento, talvez esse seja o momento.

Aprendizado #5: saia da caixa!

“Depois da crise de 2008, com muitas pessoas desempregadas nos EUA, criou-se o UBER e o AIRBNB. Ou seja, pessoas precisando de dinheiro com casa/carro parado, puderam trabalhar do dia para a noite”


Neste tópico destacamos que, mesmo com as adversidades impostas pela pandemia, procurar oportunidades é decisivo. Pensar fora da caixa é uma forma de fazer com que o consumidor note a sua marca e lembre dela em momentos com sobrecarga de informações e situações adversas. Boas soluções podem surgir de momentos de crise em que um caminho padrão já não gera resultados efetivos. Seja criativo!
 

Aprendizado #6: o Brasil precisa inovar

A pandemia escancarou a dependência do mercado brasileiro dos pontos físicos tradicionais para manter a economia. Mesmo com as vendas online em crescimento, a perda de receita tem mostrado que apenas entrar no digital está longe de resolver o problema. Uma crise que, em poucas semanas, faz empresas perderem todo seu faturamento com fechamento de pontos físicos comprova o quanto ainda estamos despreparados para inovar. E esse é um dos maiores pontos de atenção e aprendizado para o momento nas empresas.

Aprendizado #7: de pessoas para pessoas

Já reparou que esse é um momento em que as marcas precisam “fazer um carinho no coração das pessoas”?. Aqui falamos de consumidores e também de colaboradores das empresas. Temos visto mudanças em modelos de negócio de forma abrupta ou até demissões em uma grande escala de funcionários. Para o público que está observando de fora, esses fatos assustam e dificultam a associação da marca a algo positivo. Facilitar e flexibilizar para que o consumidor ou o colaborador tenha boas experiências com a marca nesse momento mostra o quanto sua empresa pensa no coletivo e se preocupa com o bem-estar de todos.

Não existe fórmula mágica, mas esses aprendizados podem ajudar você a compreender qual é a melhor decisão para a sua marca. Observar, ficar atento às mudanças e manter um planejamento que esteja de acordo com a realidade atual são pontos-chave para não paralisar e continuar marcando presença no mercado.