Category: artigos

Flexível e ágil: o impacto dos novos meios de pagamento na Black Friday

Por Matheus Motta, Head de Aceleração da Adtail

Prestes a completar um ano no mercado, o Pix revolucionou o ecossistema de pagamentos brasileiro. A ferramenta do Banco Central (BC) que permite transações instantâneas 24 horas por dia, sete dias por semana, foi adotada por 40% da população brasileira e por cerca de 70% dos pequenos e médios empreendedores do país, movimentando mais de R$ 300 bilhões. Além do Pix, quem também registrou alta foram os pagamentos por aproximação (NFC) que cresceram 400%, segundo dados do BC,  e as carteiras digitais. De acordo com estudo da Juniper Research, a base de usuários das e-wallets deve saltar para 4,4 bilhões até 2025.

Todos esses dados trazem um panorama de como a relação dos consumidores com os meios de pagamento vem se transformando. A digitalização do setor financeiro tem contribuído para uma mudança profunda no comportamento da população, que vem optando cada vez mais pela agilidade e pela flexibilidade na hora de pagar contas e, principalmente, compras.

O estudo Mastercard New Payments Index, realizado em 18 mercados em todo o mundo, revelou que 77% dos entrevistados brasileiros testaram uma nova forma de pagar no último ano. Além disso, 83% dos respondentes afirmaram estar mais abertos para novas formas de pagamento. Esse posicionamento vai ter um impacto direto na Black Friday de 2021. Levantamento da startup Méliuz aponta que 11,5% dos usuários devem comprar na data com Pix. Entre as outras opções de pagamento citadas estão o cartão de crédito parcelado (74%), crédito à vista (27%), boleto (10%) e cartão de débito (9%).

Escolha do consumidor, mas também do varejista

Com o leque de opções e o poder de escolha na mão dos consumidores, as marcas precisam rever suas estratégias de ponta a ponta, principalmente no que diz respeito às formas de pagamento aceitas, seja no varejo físico ou no e-commerce. De nada adianta oferecer o produto perfeito e no preço ideal se o consumidor não puder efetuar a compra da maneira que mais convém. Quanto mais opções à disposição, mais chances de conversão e fidelização do público.

Para garantir a diversificação, no entanto, é preciso avaliar com atenção as vantagens e os pontos fracos de cada uma das modalidades de pagamento para potencializar os objetivos do negócio. Além disso, especialmente em datas sazonais como a Black Friday, é preciso preparar o sistema com antecedência para garantir uma infraestrutura que suporte os diferentes métodos e possa dar conta de todas as transações necessárias sem quedas ou lentidão. 

No caso do Pix, por exemplo, ele possibilita liquidez imediata para as vendas, com menos taxas em relação à outras formas de recebimento. Por outro lado, muitas funcionalidades do método ainda estão em teste e alguns procedimentos padrão como o estorno em caso de desacordo comercial ou erro de digitação ainda não estão padronizados, o que pode gerar insegurança. 

Já as carteiras digitais podem ser uma boa escolha pela “camada extra” de segurança que oferecem, não só para consumidores, mas também aos comerciantes. Adotando a criptografia, as e-wallets permitem transações mais difíceis de fraudar. Outro benefício é que podem expandir o tipo de operação aceita, inclusive possibilitando o pagamento em criptomoedas para os empreendedores mais avançados. 

De olho na infraestrutura

Com tantas novidades, uma das melhores opções para potencializar as vendas na Black Friday, o varejo, principalmente eletrônico, pode seguir alguns caminhos. O primeiro deles é a contratação de cada um dos métodos de pagamento diretamente com instituições financeiras. Nesse caso, cada contrato é negociado de maneira individual e com taxas diferentes. A visualização dos recebíveis e o acompanhamento das transações também acontece de forma separada e pode ser mais complexo para gerenciamento.

Outra possibilidade é a contratação de um intermediador de pagamentos, uma plataforma especializada em conectar todas as pontas do ecossistema para centralizar os contratos, taxas e a visualização de recebíveis. Essa opção ajuda no gerenciamento e possibilita a marca focar seus esforços em outras estratégias de vendas, como as campanhas de marketing e o contato direto com a audiência.  

É preciso levar em consideração também a segurança para troca de informações, considerando as premissas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Investir em infraestruturas seguras, com camadas de automação e armazenamento em nuvem pode ser uma boa saída para coibir ataques maliciosos, vazamento de dados e fraudes.

Definidas as modalidades e os sistemas, aí é só deixar a criatividade correr solta. As marcas podem oferecer descontos, cashback ou outras promoções para direcionar os compradores para os métodos mais atrativos e com mais retorno. Assim, a Black Friday pode ser um sucesso para as empresas e também para os consumidores, criando experiências positivas, relações de confiança e, quem sabe, um relacionamento muito mais duradouro.

jornada-do-cliente

A jornada do cliente na Black Friday mudou?

Por Rafael Ataide Souza, Diretor de Data & Tech.

Em um mundo em constante evolução, as transformações não param. Soluções inovadoras surgem a cada minuto, contribuindo para mudar até as mais tradicionais organizações, os pensamentos mais céticos e os conceitos mais sedimentados. No caso específico do Marketing, isso fica bastante claro quando falamos sobre a jornada do cliente, desde sua decisão de compra até a aquisição efetiva de um produto ou serviço.

Hoje, já não é mais possível traçar uma estratégia linear para o funil de conversão. Com o avanço das tecnologias e os dados centrados na mão dos usuários, as jornadas de cada consumidor se tornaram únicas e bastante distintas entre si. Bombardeados por informações de todos os lados, a maneira como as pessoas passaram a tomar decisões de compra está mais complexa, e tentar entender este processo de funil se tornou o grande desafio do marketing, por isso, analisar todo tipo de interação de um consumidor é altamente relevante.

A pergunta que ainda não estava respondida dentro deste novo desenho do mercado é: como esse processo influencia diretamente no que as pessoas decidem ou não comprar? Em um levantamento recente feito pelo Google, os dados mostraram que, no meio desse caos, a internet deixou de ser uma ferramenta de comparação de preços para se tornar uma ferramenta para comparar qualquer coisa. A constatação foi feita acompanhando as buscas na plataforma pelos termos “barato” e “melhor”: em todo o mundo, o segundo ultrapassou de longe as pesquisas relacionadas ao primeiro. 

O grande problema é que “melhor” é um termo genérico, que varia de acordo com a interpretação, envolvendo análises como valor, qualidade, performance e até popularidade. Basicamente, as pessoas estão aplicando vieses cognitivos, consciente ou inconscientemente, para tomar suas decisões. Assim nasceu o que o Google chama de ‘modelo confuso’, cujo centro apresenta um espaço complexo entre gatilhos e compras que permite conquistar, mas também perder muitos clientes.

Mas o que isso tem a ver com a Black Friday?

A nova jornada, ou novo modelo de funil de compra, tem um impacto direto em toda e qualquer ação de marketing. Entretanto, quando falamos de datas sazonais, como a Black Friday, fica ainda mais importante ter o conhecimento desses sistemas comportamentais e mentais, já que é preciso investir em estratégias direcionadas para ampliar o contato com público e, claro, a conversão, conquistando um aumento nos resultados.

De acordo com o estudo do Google, entre os muitos vieses que podem impactar uma decisão, seis deles se repetem com mais frequência. Trabalhar cada um desses pilares se torna uma alternativa inteligente para tentar se destacar no meio do caos de informações. Em resumo, descrições simplificadas com detalhes-chave dos produtos, agilidade na oferta, confirmação social – com recomendações e comentários positivos –, baixa disponibilidade de produto tornando-o desejável, indicação de fontes confiáveis e brindes podem ser um forte motivador de uma decisão de compra. 

Grande parte dessas ações já costuma estar no pipeline das marcas para atrair, converter e reter clientes. Por isso, por mais que essa pareça uma transformação complexa e confusa, vale deixar essa terminologia só para o modelo. O foco para ter relevância aos consumidores continua baseado em estratégias que possibilitem uma presença forte de marca e diminuir o espaço entre o gatilho e a compra.

Apostar na integração de branding e performance também é um caminho fundamental para evitar gaps nesse caminho. Adotar os princípios das ciências comportamentais de maneira inteligente, também pode ajudar a tornar a oferta de valor mais atrativa para os consumidores que estiverem avaliando suas opções. Embora o tempo passe, comportamentos mudem e novos modelos surjam, nada será capaz de superar uma boa experiência de compra.

Maratona Best Friday Adtail 2021: evento online reúne maiores players do mercado para discutir estratégias para a BF

Trazendo dicas e importantes debates para que as empresas consigam aproveitar todo o potencial da data, a Adtail, agência de marketing digital especializada em performance e inteligência de dados, realiza a Maratona Best Friday 2021, um evento totalmente online e gratuito que acontece de 5 a 28 de outubro.

O encontro vai reunir especialistas de mercado e representantes de marcas, como Google, Facebook, Alexandre Birman, All In, Bibi, Buzzmonitor, CAOA, DM Card, Drogal, HP, Influency.me, Novo Mundo, Oto, Paquetá, Social Miner, Stay Charlie e Stokki. Dividido em quatro trilhas de conhecimento, vai envolver mais de 30 palestrantes em mais de 10 horas de transmissão

Em “Planejamento e Negócios”, dois painéis abordam como todos os segmentos do e-commerce podem desenvolver estratégias para aproveitar a data e a importância da logística nas ações relacionadas a Black Friday. Já “Conceito e Design” traz uma importante discussão sobre o uso do termo no contexto brasileiro, além de dicas para se destacar com campanhas visualmente atrativas para o público. 

“Performance e Dados” irá debater as estratégias multicanal e de mídia para ter sucesso na BF, enquanto “Conteúdo e Influência” vai tratar sobre a importância do acompanhamento de redes sociais no período e como o conteúdo pode fazer toda diferença para atrair, gerar valor e, claro, vendas. 

Inscreva-se!

ESCRITÓRIOS:


Porto Alegre:
Rua Dona Laura, 320 12º andar

Rio Branco - Porto Alegre - RS
CEP: 90430-090
Telefone: +55 (51) 4009.5510

São Paulo:
Av. Nações Unidas, 11.857 - 8º Andar

Brooklin - São Paulo - SP
CEP: 04578-908
Telefone: +55 11 5093 2403

NAVEGUE:


Nossa agência
Clientes
Certificações
Carreiras

ASSINE A NEWS:


SERVIÇOS:


Conteúdo Digital
CRM
Data Intelligence
Gestão de Consultoria SEO
Mídia Paga
Planejamento Estratégico
Produção Criativa

CANAIS OFICIAIS:


Fale Conosco

Leia nossa política de privacidade.


Copyright © 2020. Adtail Marketing Digital - Todos os direitos reservados.

Youtube
Vimeo
Google Maps